Setor Privado: Sindppd/RS notifica empresas que descumprem CCT 2015/2016

10 1397

 

Conforme avisado insistentemente aqui no site e nos demais meios de comunicação do Sindppd/RS, estamos notificando as empresas que não pagaram ou pagaram incorretamente os reajustes salariais e dos benefícios determinados pela CCT 2015/2016 (Convenção Coletiva de Trabalho).

 

 

 

CLIQUE AQUI para ver a CCT 2015/2016 assinada

 

 

Para saber se recebestes corretamente os reajustes, seguem algumas orientações neste link: http://www.sindppd-rs.org.br/setor-privado-informativo-importante-sobre-o-fechamento-da-campanha-salarial-20152016/

 

 

 

Todas as empresas que estão sendo cobradas pelo sindicato foram denunciadas pelos trabalhadores pelo e-mail [email protected] . Em um primeiro momento, o Sindppd/RS notifica as empresas que cometeram a ilegalidade, exigindo que paguem imediatamente os valores devidos. Também avisamos o SEPRORGS, a fim de que o sindicato patronal tenha conhecimento das irregularidades cometidas por suas representadas e as orientem a cumprirem a Convenção Coletiva.

Caso as empresas insistam a permanecerem na ilegalidade, a assessoria jurídica do Sindppd/RS irá ajuizar as ações cabíveis junto ao TRT4 (Tribunal Regional do Trabalho). Nas ações judiciais, as empresas, ao perderem a causa, terão que pagar os valores devidos aos trabalhadores com juros, multas e correções, bem como os custos dos honorários advocatícios. Ou seja, esperar chegar a ação judicial sai bem mais caro do que se as empresas cumprissem a Convenção Coletiva, que tem poder de lei, e quitassem o que devem aos seus trabalhadores.

Lembramos que a CCT 2015/2016 foi fechada pelos sindicatos de ambas as partes (trabalhadores, o Sindppd/RS; e empresários de TI, o SEPRORGS) e está assinada e inclusive registrada em cartório de documentos pelo sindicato patronal. O fato de a Convenção Coletiva ainda não ter sido depositada no Sistema Mediador do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) devido a problemas de registro do SEPRORGS junto ao órgão não pode ser usado como desculpa para as empresas se negarem a pagar os reajustes. Até o sindicato dos empresários já afirmou isso, como noticiamos aqui: http://www.sindppd-rs.org.br/setor-privado-20152016-seprorgs-afirma-que-empresas-devem-respeitar-prazos-para-pagamento/

 

 

Abaixo, divulgamos as empresas de TI que foram notificadas até o momento. À medida que o Sindppd/RS efetuar mais cobranças, esta lista será atualizada:

IOS Inf. Org. e Sistemas
Mynarski Sist. de Inf. Ltda
Itravel
Hospidata S/S Ltda – EPP
Advanced IT
SIGHRA Tec. em Rast. (Grupo Apisul)
Join Tec. Inf. LTDA-ME
Huia Produções Ltda
Weiss Bragaglia Ltda EPP
Stefanini Cons. Asse. Inf.
HCL
PLANSUL
Squaregroup (Reweb)
Capgemini
Globalweb
Atos Serv Tec da Inf
CTD
Alfamidia Prow
CTZ
Intellyone Tecnologia
Ivirtua
Join Tec. Inf.
Cybersul
Ondrepsb
CCS
Starttech
Softplus Inf
Rapidanet
Power Imag
Lydians Sistemas de Inf.
Lynx
Ilha Service
Domínio Sist.
Accera

 
Trabalhador e trabalhadora da TI: a Convenção Coletiva (CCT 2015/2016) é um direito teu. Não abra mão dele! Se a tua empresa está descumprindo, denuncie ao sindicato pelo e-mail [email protected] , contendo na mensagem as seguintes informações: NOME E RAZÃO SOCIAL DA EMPRESA/ CNPJ/ ENDEREÇO E CIDADE/ NOME COMPLETO DO TRABALHADOR/ CONTATO TELEFÔNICO DO TRABALHADOR/ DESCRIÇÃO DA IRREGULARIDADE

Todas as informações repassadas ao sindicato são de uso exclusivo da entidade e não serão divulgados para terceiros. Portanto, a denúncia ao Sindppd/RS ​é mantida sob sigilo.

 

 

 

Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

10 Comentários

  1. Fernando feiden 5 agosto, 2016 - 11:16 à 11:16

    Bom dia,

    Vamos trabalhar já no CCT2016/2017 para não ter que esperar o reajuste.

  2. funcionario parcelado 6 agosto, 2016 - 11:06 à 11:06

    Gostaria de saber porque a Reweb não está nesta lista. Além de não terem pagado o retroativo ainda, esse mês iremos receber o salário parcelado.

  3. Pendente 7 agosto, 2016 - 20:53 à 20:53

    O SINDPPD deveria entrar em contato com todas as empresas dessa lista e verificar se já foi acertado os atrasados, pois tem empresa aí em cima que com certeza esta pendente o pagamento.

    É um dever do sindicato defender os funcionários.

    Abraços.

  4. Pensativo 11 agosto, 2016 - 9:08 à 9:08

    Acabo de receber um informativo da empresa onde trabalho cortando o benefício de VA no período de férias, colocando como justificativa o acordo CCT, ao ler o acordo existe um parágrafo da Cláusula Décima Quarta
    “Ficam ressalvadas as condições mais benéficas porventura já existentes em empresas abrangidas por esta convenção…”
    Essa empresa tem funcionário em todo o Brasil, mas somente quem mora no Rio Grande do Sul irá perder o benefício.
    Gostaria de saber se a empresa pode cortar um benefício já existente com desculpa na CCT?
    Gostaria de saber se isso

    • sindppd 23 agosto, 2016 - 19:30 à 19:30

      Pensativo,

      favor enviar sua dúvida, com identificação sua e da empresa, pelo e-mail [email protected]

      Att. Sindppd/RS

  5. Henrique Remelinck 11 agosto, 2016 - 13:39 à 13:39

    Entendo que esse acordo foi aceito pela categoria para receber imediatamente o retroativo acordado e o salário com reajuste do INPC. Mas já se passaram quase dois meses e o Patronal não conseguiu publicar o acordo coletivo no MTE, e pelo visto, não vai acontecer tão cedo. Não adianta o sindicato notificar as empresas, todos podem ter visto que a lista é grande das empresas que se negaram a pagar e não vão pagar enquanto não estiver publicado. Penso que o correto seria este acordo ser rasgado, e o sindicato entrar em juízo contra o patronal cobrando o dissidio com retroativos do INPC da sua data base. Os trabalhadores da categoria aceitaram receber menos do que deveria se o pagamento fosse de imediato e não foi isso que aconteceu. Enfim, sugiro uma nova assembleia do sindicato com os colaboradores para debatermos este assunto, e anular esse acordo coletivo que na verdade não tem validade nenhuma.

    • sindppd 23 agosto, 2016 - 19:24 à 19:24

      Enviamos um comentário pra ti por e-mail, Henrique. Mas realmente, a situação está bem complicada. O Sindppd/RS está verificando medidas judiciais que podem ser tomadas em defesa dos trabalhadores da TI.

      Att. Sindppd/RS

  6. Joe Montana 11 agosto, 2016 - 15:05 à 15:05

    O Sindicato notifica. Levará um tempão para ser pago pelas empresas. Qual será a multa aplicada a essas empresas?

    • sindppd 23 agosto, 2016 - 19:27 à 19:27

      Vamos responder pelo e-mail informado.

      Att. Sindppd/RS

  7. Gilberto 24 agosto, 2016 - 11:21 à 11:21

    Bom dia! Vocês notificaram as empresas, mas até agora nada de recebermos, e o pior, para nós funcionários, apenas explicações absurdas, tais como: “… para pagarmos o retroativo, precisamos esperar o órgão público repassar a verba para o dissídio…” (somos tercerizados).

    Outra coisa: porque vocês não respondem os comentários, nos próprios comentários ao invés de ser só por e-mail? Um colega perguntou qual será a multa aplicada as empresas, mas vocês disseram que iriam responder pra ele por e-mail. Outras pessoas também querem saber.

    Obrigado!

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: [email protected]