220608assembleia_serpro_DESTAQUE

Serpro: indignados, trabalhadores aprovam mobilização e exigem reposição das perdas com a inflação

0 162
image_pdfimage_print


Último reajuste salarial e dos benefícios que repôs integralmente o índice da inflação ocorreu em 2015. Categoria acumula perdas de cerca de 18% em seus rendimentos.

Trabalhadores e trabalhadoras do SERPRO e PSEs da Receita Federal rejeitaram, por unanimidade, a proposta rebaixada da empresa para a Campanha Salarial 2022/2024. Vale lembrar que o SERPRO tem em caixa R$ 1,67 bilhão de lucro.

Também reafirmaram as reivindicações que constam na pauta entregue para a empresa no final de março, referendaram a deliberação de encaminhar dissídio coletivo caso o SERPRO não avance em sua proposta e deliberaram fazer uma grande assembleia de mobilização na próxima 4ª feira (15/06) durante o turno da manhã. O protesto integra o calendário proposto pelo comando nacional de negociação dos trabalhadores e das trabalhadoras, já tendo sido aprovado nas assembleias da categoria em Santa Catarina, Brasília e em Pernambuco.

Aqui no Rio Grande do Sul, a decisão foi tomada pela assembleia que aconteceu na manhã de hoje (8/06), a qual contou com quase 100 colegas da Regional Porto Alegre, do interior do estado e PSEs da Receita Federal. Muitos trabalhadores e trabalhadoras demonstraram indignação com a proposta ofensiva de reajuste de 3,64% feita pela direção do SERPRO para o ACT (Acordo Coletivo), índice que recupera apenas 30% das perdas que já tivemos com a inflação nos nossos ganhos desde o ano passado. Sem contar a desvalorização devido à falta de reposição integral de anos anteriores!

 

220608assembleia_serpro-1

 

Os presentes na assembleia também reclamaram do fato da empresa ter desrespeitado a representação dos trabalhadores (que vinha fazendo a negociação da PLR) e criou uma comissão composta por chefes, que dizem representar os trabalhadores, e da reclassificação no PGCS, que dá 10 pontos a mais para os chefes. Colegas PSES e do administrativo criticaram a direção do SERPRO, que não aceitou negociar trabalho remoto ou, pelo menos, em caráter híbrido, condição em que está submetida boa parte dos demais trabalhadores da empresa.

Fica a certeza de que do jeito que está pode ficar pior sim, se não nos mexermos! Por isso, a assembleia aprovou aderir à MOBILIZAÇÃO NACIONAL da próxima 4ª feira (15/06) no turno da manhã. É hora de todos e de todas cruzarem os braços das 9h às 12h neste dia, em que terá uma assembleia de mobilização. Organizaremos uma sala meet neste período para ficarmos todos e todas juntos.

O sindicato atualizará sobre a situação até lá. Chega de perder, vamos à luta!

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br