PROCERGS – Informe da CT PROCERGS e sindicato sobre a data-base, PPR e retorno presencial

0 101
image_pdfimage_print

 

Colegas da PROCERGS,

Chegamos a mais uma data-base (1º de Julho de 2022), nossa pauta de reivindicações foi oficiada à direção da PROCERGS em 20/05/22 (http://www.sindppd-rs.org.br/campanha-salarial-20222023-da-procergs-quer-recuperar-perdas-manter-direitos-e-defender-empresa-publica-de-ti/).

O respeito à data-base dos trabalhadores é o primeiro passo de uma negociação. Em 2020, adentrando 2021 sob forte GREVE, mais uma daquelas longas, grandes e graves greves,  diante da contrapauta da gestão de retirar nossos anuênios e quinquênios, isso para DESVALORIZAR ainda mais a PROCERGS, conseguimos, na balança daquela greve, aprovar um ACT (Acordo Coletivo de Trabalho) por dois anos. Ficou determinada a reposição automática de 9,22% nos salários nesta data-base (referência INPC de Jul/2020 à Jun/2021), que será implementada na folha de Julho/22 sem retroatividade. Esses 9,22% relativos ao período anterior já vêm absorvidos pela forte inflação. Avançamos 2022 mergulhados numa crescente inflação que já acumula em torno de 12%.

Ou seja, na realidade do dia a dia, nossa defasagem salarial gira pra cima dos 20%, o que pesa no bolso e na vida das nossas famílias. Iniciamos a cobrança de retorno à nossa pauta; a empresa respondeu informalmente que está em avaliação com o GAE, e que este ainda não a posicionou sobre a política salarial para este último ano de governo e ano eleitoral.

É preciso registrar que nossa “medição” quanto à importância que os governos dão aos seus trabalhadores, de fato e de direito, é medida pela atenção dada aos temas que são relacionados aos trabalhadores e pelo respeito a tudo que se refere a estes. Não ter respostas na data-base já passa o entendimento de que não dão a devida importância.

É na data-base que são definidas nossas condições de trabalho, nossos direitos e benefícios. Lutar por condições mínimas nas relações de trabalho com a PROCERGS é lutar pela existência da própria PROCERGS, pois esta empresa SÃO os seus trabalhadores; computadores nada são sem as pessoas. Fiquem atentos às nossas convocações e não duvide da nossa força e organização. Muitos que nada fizeram nas últimas greves se arrependeram amargamente com o que se tornou a PROCERGS – fechamento das regionais e desligamento de pessoal em patamares NUNCA vistos antes. Eles sabem muito bem o que estão fazendo, sempre souberam, por isso é preciso contrapor com muita força, senão eles ACABAM mesmo com a empresa. Se iludir do contrário não fará bem a sua saúde e ao seu EMPREGO

Em breve, iniciaremos convocações de assembleias de mobilização. Fiquem atentos e participem!

 

PPR 2022

Recebemos informações de que a proposta de Programa de PPR 2022 estaria “tramitando” pelo GAE e SPGG sem ter retornado à PROCERGS, motivo pelo qual tem havido o cancelamento das reuniões da Comissão Mista do PPR já há algumas semanas (no mínimo uns três cancelamentos de reunião ocorreram nas últimas semanas),  pois não haveria fatos novos a avaliar.  Estamos preocupados de que esse governo, manifestadamente CONTRA a empresa pública e, portanto, CONTRA seus trabalhadores, esteja planejando alguma coisa em relação ao programa do PPR 2022, para juntá-lo ao ACT (Acordo Coletivo de Trabalho).

Precisamos estar atentos e, se for o caso, nos mobilizarmos pela manutenção do programa. O PPR é uma conquista importante na empresa, ferramenta que trouxe uma série de benefícios às gestões, e que precisa melhorar em sua distribuição. Isso porque a pauta dos trabalhadores neste programa há tempos cobra uma maior distribuição (de 2 salários, para ter tratamento igualitário a outras empresas estaduais), além do pagamento integral em afastamentos de saúde e estabilidade provisória aos membros da Comissão do PPR.

Eles aumentaram nossos desafios com um número muito maior de metas no programa, mas não querem negociar nossas pautas. Vamos estar ligados e convocar os trabalhadores a encararem também esta luta, pois do lado de lá eles têm feito muito pra acabar com direitos e benefícios – e talvez o nosso PPR esteja na mira desse pessoal do governo. Requer muita atenção e posição!

 

 

RETORNO PRESENCIAL e SAÚDE

As medidas provisórias e portarias relativas ao trabalho remoto foram revogadas, e o retorno ao trabalho presencial foi retomado em vários locais. Mas todos temos conhecimento sobre os casos de COVID-19 seguirem em patamares altos, trazendo a continuidade do risco às pessoas mais vulneráveis em saúde. O grau de vacinação da população permite avanços, mas ainda temos um percentual importante de pessoas que correm riscos. Também entendemos importante a retomada da vida à sua normalidade.

Mas nem por isso se pode abandonar as precauções em saúde.

Mesmo abandonada a obrigatoriedade, as empresas (se pensassem de fato nas pessoas e em seus funcionários) não deveriam desobrigar, por exemplo, ao uso de máscaras de proteção nos ambientes fechados em que é impossível manter o correto afastamento entre os postos de trabalho, ambiente em que é EVIDENTE a transmissão e contágio por vírus.

Já nos manifestamos sobre isso, mas convém REFORÇAR a cada uma e cada um trabalhador: NÃO abandone os cuidados com sua saúde, use a máscara se estiver em ambiente fechado com muitas pessoas, ou sempre que entender que ela é indispensável à sua proteção! Use o álcool gel na desinfecção das mãos sempre que puder e exija da empresa e seus responsáveis a higienização dos ambientes comuns!  
As medidas de proteção são importantes de se seguir, e devemos mantê-las, mesmo quando a responsabilidade de quem deveria ter não dá importância ao óbvio. A PROCERGS tem denúncias no MPT (Ministério Público do Trabalho) sobre as condições de saúde e medidas preventivas contra a COVID-19 no retorno ao presencial, infelizmente estes assuntos a empresa somente trata quando em denúncias feitas aos órgãos de fiscalização, pois esta gestão há muito abandonou o diálogo com a representação dos trabalhadores, por meio do qual se tratavam muitas dessas questões sem que tivéssemos que recorrer a outros fóruns. Mais um retrato do descaso pelos trabalhadores.

Proteja-se! Mesmo que a sua empresa não tenha essa preocupação, você deve ter, pois a saúde é sua!

 

CT PROCERGS e Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br