Privatização do Serpro e da Dataprev é revogada pelo Governo Lula

0 126


Vitória da resistência dos trabalhadores e das trabalhadoras. A luta em defesa das empresas continua!

Uma das primeiras medidas do novo governo federal, que tomou posse no domingo (1°/01), foi a revogação das privatizações de empresas públicas e estatais que constavam no Programa Nacional de Desestatização (PND) do governo de Jair Bolsonaro. Além do SERPRO e da DATAPREV, as empresas públicas de TI (Tecnologia da Informação), também foram poupados os CORREIOS (ECT – Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), a PETROBRAS e a EBC (Empresa Brasileira de Comunicação).

Esta é uma importante vitória da resistência e da luta dos trabalhadores e das trabalhadoras do SERPRO e da DATAPREV, de suas representações sindicais, da campanha Salve seus Dados e das OLTs. Construímos uma forte articulação nacional dos trabalhadores e das trabalhadoras das duas empresas e, desde 2019, denunciamos os interesses empresariais por detrás da privatização das empresas públicas de TI pelo Governo Bolsonaro. O discurso liberal do governo em “desinchar a máquina pública e reduzir gastos” foi desvendado, revelando que o objetivo real era obter muito lucro, repassando empresas sadias, com grande infraestrutura na TI e com um vasto e garantido cliente, o governo federal – por meio dos ministérios e das empresas públicas – para o setor privado. O interesse nunca foi de melhoria à coletividade do povo brasileiro, mas sim de fechar bons negócios, proporcionando muito dinheiro a alguns velhos conhecidos.

Também estava por trás a perda da soberania tecnológica do país e o risco de vazamento dos dados da população brasileira, em especial os mais sensíveis, pois essas empresas reúnem as informações de cada pessoa, desde o seu nascimento.



Relembre alguns momentos da Campanha Não à Privatização do SERPRO e da DATAPREV clicando nos links abaixo:

Atos nos estados nos 55 anos do SERPRO

Atos nos estados nos 45 anos da DATAPREV

Seminário regional promovido pela Câmara Federal, por iniciativa da deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL), realizado em dezembro de 2019 na sede do Sindppd/RS em Porto Alegre (RS), fortaleceu a luta, dando amplitude nacional e articulando apoio de parlamentares


Boletim 1
denuncia as privatizações e inicia a campanha e os atos em defesa das empresas públicas

Boletim 2: Ligações Perigosas (veja quem são e os interesses em jogo)

 



Realizamos atos nos estados e nas regionais, conseguimos apoio e o comprometimento de parlamentares na defesa da TI pública; acionamos os órgãos competentes, entre eles  o MP (Ministério Público) e o TCU (Tribunal de Contas da União), com denúncias que questionavam a privatização, mostrando o grave risco que se corria em repassar dados sensíveis de toda a população brasileira e do governo para as mãos de empresas privadas. Por iniciativa própria, colegas criaram a Campanha Salve Seus Dados, que contribuiu na luta.

Fizemos longas greves, de modo virtual em meio à pandemia da COVID-19, por reposição das perdas salariais, da manutenção dos nossos direitos, contra o desmonte e o fechamento de regionais e de escritórios do SERPRO e da DATAPREV e em defesa das empresas públicas.

Foram 4 longos anos de muita organização, de resistência e de luta, que valeram a pena!



NÃO ALIMENTEMOS A ILUSÃO DE QUE TUDO ESTÁ GARANTIDO. NOSSA FORÇA ESTÁ NA ORGANIZAÇÃO E NA LUTA DOS TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS!

Por ora, a privatização do SERPRO e da DATAPREV está revogada, mas devemos seguir mobilizados e em alerta para que prossiga assim. O SERPRO ficará vinculado ao Ministério da Fazenda, com o ministro Fernando Haddad, e a DATAPREV irá para o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, comandado pela ministra  Esther Dweck.

Além disso, as duas empresas sofreram um desmonte brutal nos últimos anos, com prédios sendo fechados, serviços e sistemas descontinuados, demissões acarretando em grande redução no número de funcionários e de funcionárias, achatamento dos valores dos salários e benefícios e cerceamento da participação dos trabalhadores e das trabalhadores em assuntos e decisões de interesse do corpo funcional das empresas.

É tempo de reconstruir o que foi destruído. Exigir recuperação nos nossos ganhos, concurso público para repor trabalhadores e trabalhadoras no SERPRO e na DATAPREV e investimento em tecnologia e em infraestrutura nas empresas. Precisamos pressionar para que sejam retomados os espaços de participação dos trabalhadores e das trabalhadoras nas decisões das empresas.

Só conseguiremos avançar se nos mantivermos organizados e mobilizados e com atuação independente do governo, com nossas organizações de base, sindicatos, a FNI e a FENADADOS vivos e atuantes na defesa dos trabalhadores e das trabalhadoras do SERPRO e da DATAPREV e da TI pública. Podemos contribuir muito ao povo brasileiro prestando serviços públicos úteis, com agilidade e de qualidade.

À luta, que é justa e necessária!

 


OLTs e sindicatos que constroem a FNI

* Texto publicado no blog da FNI em http://fnialternativa.blogspot.com/2023/01/privatizacao-do-serpro-e-da-dataprev-e.html

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: [email protected]