210609sala da greve_procempa_GREVE

Nesta 5ª feira (10/06), Greve da PROCEMPA completa 15 dias em defesa dos empregos, dos direitos e da empresa pública

0 316
image_pdfimage_print


A PROCEMPA em números. Os dados nos mostram que a HORA da LUTA é AGORA!

Muito tem se falado sobre a situação econômico-financeira da PROCEMPA e do município, mas os números são fatos e, contra eles, não há como tergiversar. Todos os dados mostram que é este o momento de lutar por nossos direitos, pela reposição nos salários e por concurso público. Reforçado pelo momento atual, em que estamos em Campanha Salarial – nossa data-base é 1º de Maio. A HORA é AGORA!

 

CLIQUE AQUI para acessar o estudo do DIEESE apresentado na sala da GREVE nesta 4ª feira (9/06)

 

Os números:

# No período de 2016 a 2021, os trabalhadores acumulam perdas salariais (medida pelo IPCA) no total de 22,70%. No mesmo período, a cesta básica de Porto Alegre calculada pelo DIEESE registrou aumento de 46,7%, o gás de cozinha 48,2% e, a gasolina, 42,6%;

# Em 2017, a folha dos trabalhadores da PROCEMPA representava 82,5% da receita operacional líquida, reduzindo para 70% em 2020. Este número, para uma empresa de serviços, demonstra a viabilidade para fazer a reposição salarial;

# A  média salarial da PROCEMPA ocupa a 6ª posição entre as secretarias e órgãos da prefeitura. Com médias salariais maiores estão a Procuradoria Geral do Município, a Secretaria Municipal da Fazenda, o Previmpa, a Secretaria Municipal de Planejamento e Assuntos estratégicos e a Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária. Um dos fatores importantes para esta situação é o fato de que a PROCEMPA, diferente de outros órgãos, aplica o teto para salários;

# Despesas com pessoal e benefícios caíram 15,1% em 2020, se comparadas com 2019. O ano de 2020 foi o melhor para a companhia na última década, em termos de resultado econômico e financeiro;

# Segundo dados divulgados pela direção da PROCEMPA, em 2017 foram entregues 40 projetos; em 2018, 46; em 2019, 62; e em 2020, 59 projetos;

# Nos anos de 2018, 2019 e 2020, a empresa apresentou resultado líquido positivo. Com isso, a empresa passou a pagar quase R$ 3 milhões ao ano com Imposto de Renda;

# 2016 foi o ano em que a PROCEMPA teve o maior número de profissionais, 411. Atualmente, são 323. A empresa ampliou suas demandas e tem 74 trabalhadores a menos, especialmente na área de desenvolvimento de sistemas;

# O que a prefeitura pagou para a PROCEMPA em 2020 corresponde a 2,4% das despesas da PMPA;

# Mesmo reduzindo os valores dos contratos com a prefeitura nos últimos anos, o resultado líquido do exercício cresceu 10% de 2019 para 2020;


#
Reposição salarial em outras empresas de TI:

DATAPREV, em 01/05/21, acordou reajuste de 1,23% (referente a 50% do INPC de 2019/2020) e, para 2020/2021, reajuste de 5,31% (referente a 70% do INPC do período);

SERPRO acordou reajuste de 3,55%, equivalente a 70% do INPC de Maio 2019 e 70% do INPC em Maio 2021;

PRODEMGE (Companhia de TI de Minas Gerais): reajuste de 2,94% referente à data-base 2020/2021;

EMPREL (Empresa de TI de Recife/ PE): reajuste de 3% referente à data-base 2019/2020;

CODATA (Empresa de TI da Paraíba): reajuste de 2,46% referente à data-base 2020/2021;

PROCERGS (Empresa de TI do RS): após 50 dias de GREVE, trabalhadores conquistaram reajuste pelo INPC de 2019 e de 2020 e já fecharam acordo com o INPC para 2022.

 

Estes dados estatísticos confirmam o que os TRABALHADORES, seus técnicos de TI, dizem há bastante tempo: a empresa desenvolve produtos e serviços mais baratos do que contratar no mercado, é mais segura, tem qualidade e, segundo informações que colhemos até o momento, é a única empresa de TI que não tem reposição salarial faz 5 anos. Infelizmente, a direção da PROCEMPA e o prefeito de Porto Alegre faltam com a verdade em muitas de suas críticas à empresa e aos seus trabalhadores.

ATENÇÃO: Sobre a ameaça de corte dos salários e benefícios, o mesmo aconteceu na greve de 50 dias corridos na PROCERGS. A lei diz que os mesmos devem ser negociados juntamente com o Acordo que colocar fim à greve. Se a empresa efetivar os cortes, buscaremos medidas para assegurar o direito dos trabalhadores. Mas é importante afirmar que se a cada ameaça recuarmos da luta, eles nos forçarão a abrir mão dos direitos até acabar com a empresa pública, e é este o sentido do PLE 003/2021 aprovado na Câmara dos Vereadores.

 

SÓ CONQUISTAMOS COM LUTA! Esta não é só uma frase de efeito, mas sim história de todas as conquistas que já tivemos na PROCEMPA!

 
Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br