PROCERGS – LEMBRANDO: Assembleia de abertura da Campanha Salarial 2022/2023 é AMANHÃ (19/05), às 13h30min. Participe!

0 56
image_pdfimage_print


Colegas da
PROCERGS,

Lembramos que AMANHÃ, 5ª feira (19/05), às 13h30min, realizaremos a ASSEMBLEIA DE ABERTURA DA CAMPANHA SALARIAL 2022/2023 DOS TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS da PROCERGS. Ocorrerá de forma virtual pelo Google Meet, link da sala será enviada no dia, por e-mail, pelo sindicato.

Na ocasião, iremos debater e deliberar a pauta de reivindicações. A CT (comissão de trabalhadores) montou uma proposta, baseada na pauta da campanha anterior e já inserindo questões que os trabalhadores e as trabalhadoras têm apontado constantemente. A proposta está copiada no final deste texto. Colegas que queiram enviar novas sugestões, podem mandar até esta 5ª feira de manhã para o e-mail ct.procergssindppd.rs@gmail.com .

Tudo que a CT receber será analisado e sistematizado e comporá a proposta de pauta de reivindicações, que levaremos para ser debatida e deliberada pela assembleia geral de amanhã.

Além da pauta, a assembleia também irá encaminhar questões legais relativas à campanha salarial. Relembre a pauta da assembleia no edital publicado neste link: https://www.sindppd-rs.org.br/procergs-assembleia-de-abertura-da-campanha-salarial-20222023-na-5a-feira-1905-as-13h30min-participe/

Ajude a divulgar a assembleia de amanhã entre teus colegas! E participe, contamos com todos e com todas!

 
ASSEMBLEIA GERAL DE TRABALHADORES E TRABALHADORAS DA PROCERGS  
Dia 19/05 (5ª feira) – Às 13h30min, em última chamada
Será realizada numa Sala Virtual, cujo endereço para acesso será previamente enviado a todos e todas
 

 

 

PROPOSTA DE PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS TRABALHADORES DA PROCERGS (Data-Base Julho/2022) – em ajustes para a Assembleia Geral

Econômicas

1. REAJUSTE SALARIAL – A partir de 1º de julho de 2022 a PROCERGS reajustará os salários de todos os seus empregados  pela variação do INPC do período de 01/07/21 à 30/06/22. (só ajustes na forma do texto)
2. Parcelamento da devolução do salário de férias;
3. Instituir distribuição igualitária do PPR. Incluir o pagamento integral para os funcionários afastados por motivo de doenças incapacitantes ao trabalho e CAT;
4. Garantir percentual anual para promoções por mérito e antiguidade de no mínimo 4,0% da folha, 2% para Mérito e 2% para Antiguidade;
5. Acabar com verbas de promoções destinadas a gestores, as promoções devem ocorrer com a mesma verba destinada ao processo, único e sem distinção, entre cargo gerencial e não gerencial;
6. Retomar a pesquisa de restaurantes como indexador do vale refeição, reajustar sempre pelo que for maior, índice de correção salarial ou pesquisa dos restaurantes. Alterando a data do  pagamento deste benefício, que  deverá ocorrer até o dia 25 de cada mês, sendo antecipado em caso de sábado, domingo ou feriado;
7. Reajustar o vale rancho pela variação percentual do maior índice de inflação medida no período, incluindo o índice de variação da Cesta Básica para Porto Alegre e região do DIEESE ;
8. Auxílio Creche (Babá) efetivamente a partir do mês em que a criança começa a usar a creche ou Babá, independente do período da licença maternidade, reajustar o valor do auxílio pela pesquisa direta nas instituições utilizadas pelos trabalhadores. Alterar redação para permitir que dependentes econômicos devidamente comprovados na declaração do IR do funcionário sejam incluídos nesse benefício (adotados ou guarda), estender este benefício como Auxílio Escola, a ser pago durante todo o ensino fundamental;
9. Restabelecimento do Pagamento dos ATS´S na forma de anuênios e quinquênios em seguimento ao praticado até Dez/2021.

 

Benefícios
1. Complementação do Auxílio Previdenciário de forma integral para todos os trabalhadores ativos e aposentados; – A empresa complementará o auxílio doença por um ano, mantendo todos os benefícios (tíquete, rancho transporte, creche, etc.) sendo estas complementações renováveis por pedidos administrativos dos funcionários e respectiva análise social da empresa,  após o um ano de afastamento;
2. lncluir o controle da jornada de 40 horas na semana, isto é, compensação das horas durante a semana. Jornada mínima diária 6 horas e máxima de 10 horas;
3. Implementar Auxílio Funeral no valor de 50% do valor acordado para os funcionários, para os dependentes legais do trabalhador;
4. Correção dos valores de todos os demais auxílios e benefícios que não sejam tratados especificamente em itens desta pauta por índices em iguais percentuais aos demais benefícios;
5. Alteração do horário núcleo para 09h30 a 11h30 e 14h00 e 16h30;
6. Estabelecer as datas de corte dos benefícios dos dependentes ao completar 22 anos, para os limites de 21 anos, e ao completar 25 anos, para os limites de 24 anos, conforme site da Receita Federal do Brasil estabelece;
7. Clausular possibilidade de pedido licença não remunerada pelo prazo máximo de 02 anos para todos os trabalhadores;
8. Permitir o uso de bermudas no interior da empresa;
9. Possibilitar ao trabalhador em escala (30 Horas) o mesmo direito de 40 Horas, para o uso das folgas imediatamente as férias, antes e depois do período;
10. Alterar a Cláusula 67ª(Dias de Dissídio) para permitir a acumulação dos dias não gozados nos períodos;
11. Restabelecer a possibilidade de férias em três vezes de 10 dias cada.
12. Estabelecer a criação de um grupo de trabalho paritário com quatro representantes da empresa e quatro representantes dos trabalhadores, escolhidos diretamente por estes, para a discussão e implementação de novas formas de trabalho no pós-pandemia, com prazo de 60 dias, a contar do fechamento deste ACT, para apresentação e implantação do formato de trabalho a ser praticado na PROCERGS. A implantação será devida, e deverá ocorrer em no máximo 180 dias após conclusos os trabalhos da referida comissão paritária.

 

Saúde
1. Convênio com psicólogo, psiquiatra, psicoterapeuta, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo para funcionários e dependentes legais sem limite de valores e número de consultas mensais ou franquia de consultas;
2. Operação de miopia, hipermetropia e astigmatismo para qualquer grau, não cobertas no convênio, sem custas ao trabalhador;
3. Aceitação de atestado médico ou de comparecimento para tratamentos em fisioterapia;
4. lnclusão no plano de saúde dos pais e filhos com qualquer idade como agregados;
5. Dispensa para acompanhamento de filho doente, mediante apresentação de atestados médicos, de até 30 dias ao ano. (Ir se adequando a lei que já foi aprovada na comissão de constituição e justiça do Congresso Nacional);
6. Franquia junto a Unimed (prestadora) de 10 consultas ano para cada funcionário ou duas consultas mês não cumulativas para funcionário dependente e seus agregados;
7. Aceitar para fins de abono do ponto, a dispensa para acompanhamento de familiar (filhos, dependentes, cônjuge, pais) em procedimentos com sedação e anestesias, nos quais laboratórios e hospitais exigem o acompanhamento;
8. Retomar no âmbito de toda a empresa a Ginástica Laboral;
9. Garantir no acordo coletivo a Permanência dos trabalhadores, seus dependentes e agregados no plano de saúde contratado pela PROCERGS. (independente do trabalhador ser associado da Asprocergs, que o plano de saúde contemple que o funcionário ao sair da empresa por aposentadoria, possa manter o plano de saúde para si, seu cônjuge, dependentes e agregados mesmo com as despesas subsidiadas pelo mesmo, após a aposentadoria ;
10. Clausular a manutenção dos dependentes do trabalhador no plano de saúde por dois anos após o falecimento do titular, e por cinco anos se a morte do funcionário for durante o trabalho;
11. lnstituir a contrapartida do funcionário no pagamento do plano de saúde, sendo esta de no máximo R$2,00 (Dois Reais) de cada trabalhador;
12. lncluir aparelho auditivo no convenio médico com pelo menos desconto de 50% na compra do mesmo.
13. Reajuste dos valores referentes a ressarcimento de atendimento particular de fonoaudiólogos (a anos é limitado a 4 sessões por mês no valor máximo de R$ 30,00 por sessão, e não cobre nem metade do valor da consulta).
14. Auxílio Farmácia: retomar na integra a redação do ACT 2016-2017 para o parágrafo segundo, da cláusula de Assistência Médica e Odontológica (cláusula 21 i1 em 2016), redação anterior a negociação de 2017 (onde passou a ser cláusula 20ª);
15. Auxílio-Farmácia para todos os doentes com tratamento contínuo para os gastos com medicamentos, independente da faixa salarial;
16. Criação de área para NÃO-FUMANTES no entorno da empresa com diminuição das áreas para fumantes.  Ampliação e intensificação da sinalização de proibição de fumo na servidão entre a Procergs e Parobé, inclusive com fiscalização mais eficaz. Implantação imediata de um programa de auxílio aos fumantes para desvincularem-se do hábito.
17. Exigir o uso obrigatório de máscara no presencial, conforme regulação federal para os ambientes de trabalho em local fechado.  

 

Sindicais
1. Clausular que a empresa deverá liberar acesso sempre que for solicitado pela C.T. e/ou Sindppd-RS as ATAS de reuniões da CIPA;
2. Liberação dos diretores eleitos do sindicato para comparecimento nas reuniões da direção da entidade sempre que houver a convocação;
3. Liberação de 3 empregados dirigentes sindicais em turno integral para a atividade sindical no Sindppd-RS;
4. Permissão de acesso dos dirigentes sindicais eleitos aos locais de trabalho;

 

Gerais
1. Criação de Processo Administrativo Disciplinar com amplo direito de defesa e participação do empregado nos casos de advertência e demissão;
2. lnstituir comissão paritária para revisão e readequação do PECS e clausular que qualquer Instruções de Serviços relativas ao PECS (Promoções e Índices), bem como qualquer alteração do mesmo, só poderão ser implementadas com a participação paritária de representação eleita pelos trabalhadores;
3. lnstituir um Programa de Preparação para aposentadorias (palestras, treinamento, atendimento psicológico, etc); A partir dos 30 anos de Empresa, o funcionário pode pedir a redução da carga horária de trabalho semanal de 40h para 36h. Estas primeiras 4 horas sem alteração salarial. Posteriormente, esta redução pode ir aumentando de 1 para 2 turnos, até chegar a 20h semanais, aí com negociação e acordo entre empresa e trabalhador sobre a redução do salário. O objetivo desta proposta é que tanto o funcionário como a empresa passem a se preparar para a aposentadoria;
4. Efetivar/implementar comissão paritária para tratar o Sistema de Compensação de Horas (Banco de Horas) já constante no ACT cláusula 54ª;
5. Estabilidade para todos os trabalhadores das Unidades Regionais durante a vigência deste ACT. Viabilizar de todas as formas possíveis a tramitação dos processos de Cedências e/ou de Transferências. Priorizar o andamento e aprovação dos processos existentes, ou de outros que sejam necessários abrir para o aproveitamento integral dos trabalhadores remanescentes das Unidades Regionais. Estabelecer de imediato, o vínculo de todos trabalhadores das regionais com Tele – Trabalho vinculados à sede da empresa em Porto Alegre.  Permanência destes contratos de trabalho em vínculo direto  com a empresa, até que se transcorra todas as possibilidades de aproveitamento destes trabalhadores, seja na própria empresa, ou em outros órgãos do Estado, ou dos Municípios, ou da Federação, seja com os atuais processos de cedência, ou outros que sejam necessários abrir e tramitar;
6. Instituir grupo de funcionários para implantar, monitorar e fiscalizar a qualidade do serviço da lancheria e refeitório, e implantar melhorias;
7. Renovação das demais cláusulas do ACT atual;

 
Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br