Solidariedade da TI aos trabalhadores da Segurança, da Educação e ao conjunto dos servidores do RS. À luta contra o calote do governo Sartori!

0 200
image_pdfimage_print

 

parcelamento_sartori

 

 

O Sindppd/RS, representante dos trabalhadores da TI (Tecnologia da Informação) do Rio Grande do Sul, se solidariza às categorias da Segurança e da Educação, que farão paralisações nesta quinta-feira (04/08) em todo o estado. Apoiamos a luta desses trabalhadores contra o parcelamento de seus salários, uma medida tomada pelo governo Sartori que é um profundo desrespeito com os setores que prestam serviços essenciais à população, especialmente a que necessita do setor público.

O Sindppd/RS sente na carne o arrocho salarial imposto pelo governo Sartori. Afinal, representamos os trabalhadores da PROCERGS (empresa de TI/ informática do governo RS) que, embora não tenham tido os salários parcelados, receberam apenas METADE DO INPC (4,65%) de reajuste nos salários e nos benefícios em 2015. E para este ano, a proposta da empresa e do governo estadual é repor, novamente, apenas a METADE DAS PERDAS SALARIAIS COM A INFLAÇÃO.

Seja via parcelamento de salários, seja por meio de arrocho salarial, o fato é que o governo Sartori está jogando o ônus da crise financeira do Estado nas costas dos trabalhadores. Somos nós, com a defasagem de nossos salários e benefícios e até mesmo com corte de direitos já conquistados, que estamos custeando o rombo no caixa do RS. E os principais afetados somos novamente nós, trabalhadores, que necessitamos dos serviços públicos funcionando, e com qualidade – e não é o que acontece.

Temos conhecimento da crise financeira enfrentada pelo Estado do Rio Grande do Sul. Ao mesmo tempo, sabemos que frente ao dinheiro insuficiente que há no caixa do Estado gaúcho, o governo Sartori toma a decisão política de jogar os prejuízos nas costas dos trabalhadores, ao invés de cobrar os milhões em impostos que grandes empresas devem ao RS; de acabar com os benefícios fiscais dados a empresários, que nem sequer têm o compromisso de gerar e manter os empregos, especialmente em épocas de crise; ao invés de negociar com o setor do agronegócio gaúcho, que têm crescido cerca de 20% e ganha bastante benefícios fiscais do Estado do RS, que é dinheiro nosso, do contribuinte e do trabalhador gaúcho. Enquanto funcionários públicos têm seus salários parcelados e arrochados, os poderes Legislativo e Judiciário prosseguem com seus benefícios via altos salários e auxílios, como o moradia.

Em um momento de crise ferrenha, o governo Sartori é mais uma gestão que ao invés de enfrentar a situação, opta pela saída mais fácil: arrochar os salários e tentar cortar direitos já conquistados, fazendo assim os trabalhadores gaúchos pagarem pela crise.

 
Não podemos aceitar todos esses ataques. À luta!

 

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br