SETOR PRIVADO – Sindppd/RS ingressa com ação judicial contra a LINX

4 368
image_pdfimage_print

 

O Sindppd/RS ingressou com ação judicial contra a LINX por estar devendo valores da campanha salarial passada (2015/2016) aos trabalhadores. O sindicato está cobrando as diferenças salariais dos trabalhadores que recebiam salários acima de R$ 5.000,00, os quais não tiveram a reposição integral da inflação.
O processo recebeu o nº 0021506-04-2016-5-04-0012 e suas movimentações podem ser consultadas no site www.trt4.jus.br.

 

Trabalhador da TI, a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) são os teus direitos. Qualquer irregularidade, denuncie ao sindicato pelo e-mail secretariageral@sindppd-rs.org.br ou pelos telefones (51) 3213-6121 e (51) 3213-6122, falando direto com a Secretaria Geral.

 

 

Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

4 Comentários

  1. Analista pobre 14 março, 2017 - 8:07 à 8:07

    Deveria ingressar com ação judicial contra o SEPRORGS…

  2. Developer 14 março, 2017 - 13:55 à 13:55

    Enquanto isso, na negociação com o Seprogrs, também temos novidades.

    14/03/2017 00:01:43 -> Decorrido o prazo de DEIZE MARA CARNELOS em 13/03/2017 23:59:59

    14/03/2017 09:12:20 -> Proferido despacho de mero expediente

    Vistos.
    Designo reunião de mediação para o dia 05 (cinco) de abril de 2017,
    às 13h30min (treze horas e trinta minutos), na sala 506 deste Tribunal.
    Intimem-se as partes, procuradores e Ministério Público do Trabalho

  3. TI 23 março, 2017 - 15:50 à 15:50

    Boa tarde, se vcs foram na empresa fazer com que os colaboradores aceitassem o acordo dado pela empresa, por que colocaram a empresa na Justiça? E isso não está atrapalhando na questão deles não negociarem a proposta 2016/2017?

    • sindppd 27 março, 2017 - 17:41 à 17:41

      Olá, colega,

      Em nenhum momento o sindicato encaminhou na assembleia a aceitação das propostas apresentadas pela LINX. A posição deste sindicato sempre foi contrária a uma proposta rebaixada e que além de tudo dividia os trabalhadores (entre os que ganhavam abaixo e os que ganhavam acima de 5 mil reais).

      Se pairam dúvidas para ti, para nós nunca existiu esta dúvida. Confira inclusive nossa posição sobre o tema que ficou registrada em nossa página:
      http://www.sindppd-rs.org.br/setor-privado-linx-apresenta-proposta-rebaixada-para-act-em-separado/

      O FATO é que os trabalhadores da LINX foram na assembleia e, por maioria decidiram por aprovar a proposta da LINX, e o que o sindicato fez foi somente encaminhar adiante o que foi decidido na assembleia.

      Por fim, quando se formalizou o ACT/Acordo Coletivo de Trabalho com a empresa, restou consignado neste instrumento que condições mais vantajosas que eventualmente fossem acordadas com o sindicato patronal, para o conjunto da categoria, deveriam ser repassadas para os trabalhadores da LINX, que eventualmente fossem prejudicados pelo ACT.

      O que o Sindppd/RS fez foi ajuizar uma ação para que a LINX cumpra efetivamente aquilo que se comprometeu a fazer e, no mundo real, não fez. Nossa entidade não pode simplesmente fechar os olhos para o descumprimento de Acordos Coletivos​ de Trabalhos, com o objetivo de não provocar o mau humor de determinada empresa.

      O que está atrapalhando as negociações de 2016/2017 com a LINX e as demais empresas de TI é a falta de disposição destas em valorizar os trabalhadores, que são os verdadeiros responsáveis pela produção dos lucros. Além delas não admitirem sob hipótese alguma reduzir suas altíssimas taxas de lucros.

      Att. Sindppd/RS

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br