Quase metade dos domicílios brasileiros tem computador

Setor Privado: Fechado acordo para as campanhas 2017/2018 e 2018/2019

65 9454
image_pdfimage_print

 

Em mediação realizada nessa 3ª feira (30/10) no TRT4 (Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região), em Porto Alegre (RS), os representantes do Sindppd/RS e do SEPRORGS (sindicato patronal) entraram em acordo para fechamento das Campanhas Salariais 2017/2018 (data-base 1º de Novembro de 2017) e 2018/2019 (data-base 1º de Novembro de 2018). Novamente a reunião foi conduzida pelo desembargador e vice-presidente do tribunal, Ricardo Carvalho Fraga, e contou com a participação do procurador do MPT (Ministério Público do Trabalho), Paulo Eduardo Pinto de Queiroz.

 

CLIQUE AQUI para ver a ata

 

O acordo fechado ontem é baseado, em quase sua totalidade, na proposta formalizada pelo Sindppd/RS na mediação em 18 de Outubro. A representação do sindicato atuou de forma firme, no sentido de sustentar a proposta econômica mais favorável aos trabalhadores e PRESERVAR os direitos previstos na atual Convenção Coletiva (CCT), a exemplo da Cláusula 74, que prevê a ULTRATIVIDADE da CCT.

A cláusula que sofreu BASTANTE alteração por pressão dos empresários, e que pode vir a gerar prejuízos sérios aos trabalhadores, é a que refere ao tema das HOMOLOGAÇÕES. Leiam com atenção o que foi definido.

 

Abaixo, o que foi construído entre as partes:

A) REAJUSTE SALARIAL pelo INPC para as 2 campanhas salariais.

# Referente à 2017/2018, reposição pelo INPC (1,83%) pago RETROATIVAMENTE à data-base 1º/11/2017. Os retroativos virão na FOLHA DE PAGAMENTO DE DEZEMBRO/2018.

# Referente à 2018/2019, reposição pelo INPC (4%). Os salários deverão vir reajustados na folha de pagamento de Novembro/2018

 


B)
VALE ALIMENTAÇÃO passa a ter valor fixo de R$ 22,00 a partir de 1º de Novembro de 2018. Valor do benefício ficou bastante acima do previsto pelo INPC dos dois períodos. VEJA EXPLICAÇÃO na parte final do texto

 


C)
BANCO DE HORAS: bancos inferior a 4 meses não precisarão passar pelo sindicato. No entanto, deverão respeitar o limite de 40h extras MENSAIS, para quem tem jornada de 40h ou 44h semanais. Para quem tem até as 36h semanais, o limite é de 30h extras MENSAIS

 


D)
HOMOLOGAÇÕES: são OBRIGATÓRIAS de serem efetuadas no Sindppd/RS as homologações das rescisões de empregados admitidos até 10/11/2017, que tenham ficado mais de 1 ano na mesma empresa e que o trabalhador receba até R$ 4 mil.

Para os trabalhadores que foram admitidos A PARTIR DE 11/11/2017, NÃO É MAIS OBRIGATÓRIO que as homologações ocorram no Sindppd/RS.

NO ENTANTO, o trabalhador TERÁ O DIREITO de solicitar que a sua homologação aconteça no sindicato. E é esta a orientação que damos aos colegas. Afinal, formalizar o acerto no Sindppd/RS é uma garantia de que o trabalhador receba todos os valores corretamente, sem ter seus direitos lesados.

 

E) As demais cláusulas da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) estão renovadas

 

 

 

SOBRE O VALOR FIXO DO VALE ALIMENTAÇÃO

O valor de R$ 22,00 que o sindicato propôs e que foi aceito pelo SEPRORGS (sindicato patronal) representa um REAJUSTE DE de 16%, bem maior do se ficasse somente pelo INPC dos 2 anos. Se o reajuste fosse apenas pelo INPC, o valor deveria ficar em torno de R$ 20,13, pois a reposição da inflação para os dois acordos deverá totalizar em torno de 6% (1,83% da data-base 17/18 e 4% para a data-base 18/19).

O fato de não recebermos o RETROATIVO à data-base (1º/11/2017) não significa uma perda, pois com o tíquete a R$ 22,00 recuperaremos este valor em menos de 4 meses. O retroativo à data-base, se fosse reajustado somente pelo INPC (1,83%), daria em torno de R$ 105,00 para UM ANO, considerando 25 tíquetes por mês.

E ainda será um feito importante, pois o tíquete prosseguirá valorizado.

 

 

PRÓXIMOS PASSOS

Fechado o acordo, agora o Sindppd/RS e o SEPRORGS irão redigir a nova Convenção Coletiva, assinar e depositar no sistema mediador do Ministério do Trabalho. Assim que a CCT 2017/2019 (pois se refere a duas datas-base) for assinada e homologada junto ao Ministério, comunicaremos a todos os colegas pelo site.

Em um próximo comunicado, trataremos dos prazos para recolhimento do DESCONTO ASSISTENCIAL (valor arrecadado dos trabalhadores para ajudar a pagar os custos da campanha salarial) e do direito de oposição a quem não quiser contribuir. Mas adiantamos que é MUITO IMPORTANTE que os trabalhadores contribuam financeiramente com o Sindppd/RS, a fim de que o sindicato possa continuar existindo e organizando os trabalhadores na defesa dos direitos e por avanços. Lembre-se que, a partir de 2019, a quase totalidade das empresas não mais fizeram o desconto da Contribuição Sindical (antigo imposto sindical, aquele 1 dia de trabalho que era descontado obrigatoriamente de todos os trabalhadores no mês de Março).

A persistência do sindicato e da sua assessoria jurídica na defesa dos direitos dos trabalhadores rendeu frutos, pois conseguimos resguardar a maior parte dos direitos, garantir a recomposição salarial pelo INPC e obter reajuste significativo no vale alimentação. Importante lembrar que a demora no fechamento foi por conta de ser a 1ª negociação após a Reforma Trabalhista, em que os empresários se sentiram a vontade para TENTAR tirar nossos direitos.

 

 

 

## ATUALIZAÇÃO EM 5/11/2018:

 

DÚVIDAS DOS TRABALHADORES
 
Abaixo, respondemos às principais dúvidas dos trabalhadores:
 
# Quem tem direito aos reajustes SALARIAIS da CCT 2017/2019 (datas-base 1º/11/2017 e 1º/11/2018)?
 
Em relação à data-base 1º/11/2017, recebem o reajuste todos os trabalhadores que estavam com seu contrato de trabalho vigente em 30 de Outubro de 2017 (campanha salarial fechou com reajuste de 1,83%, com retroativo).
 
Recebem o reajuste da data-base 1º/11/2018 (INPC fechou em 4%), todos os trabalhadores que estavam com seu contrato de trabalho vigente em 30 de Outubro de 2018 . 
 
 
A porcentagem de reajuste salarial vai depender do mês em que o contrato de trabalho foi assinado (é preciso verificar a tabela de proporcionalidade de reajustes que consta na CCT)
 
 
# Quem tem direito aos reajustes nos BENEFÍCIOS?
 
Idem à questão do reajuste salarial tratado acima.
 
A porcentagem de reajuste nos benefícios vai depender do mês em que o contrato de trabalho foi assinado (verificar a tabela de proporcionalidade de reajustes, que estará na CCT). Só não haverá proporcionalidade para o auxílio-alimentação.
 
 
 
Colegas da TI: essas são dúvidas gerais, que se aplicam a grande parte dos trabalhadores da TI gaúcha. Qualquer outra dúvida envolvendo aumentos espontâneos concedidos pela empresa, se outros benefícios (como vale rancho) também deveriam ser reajustados, auxílio creche etc. acabam tendo que ser avaliados individualmente (a cada caso). Para tirar essas dúvidas, a ASSESSORIA JURÍDICA do Sindppd/RS está à disposição de todos os colegas da categoria.
 
A ASSESSORIA JURÍDICA atende GRATUITAMENTE em plantões no Sindppd/RS. Clique neste link para obter mais informações sobre os plantões e como acessá-los: http://www.sindppd-rs.org.br/juridico/
 
Ou enviem as suas dúvidas, junto com os seus contatos, para o e-mail secretariageral@sindppd-rs.org.br
 
 
NÃO RESPONDEREMOS A DÚVIDAS QUE TRATEM DE SITUAÇÕES INDIVIDUAIS NOS COMENTÁRIOS DO SITE. Colabore!

 
Sindppd/RS

 

 

 

* Matéria atualizada em 7/11/2018, às 11h53min, para informar que o INPC da data-base 1º/11/2018 fechou em 4% 

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

65 Comentários

  1. TI 31 outubro, 2018 - 17:38 à 17:38

    “O fato de não recebermos o RETROATIVO à data-base (1º/11/2017) não significa uma perda”

    Adoro piadas

  2. thiago 31 outubro, 2018 - 17:48 à 17:48

    Parabéns a todos, colegas e sindicato, mantivemos a ULTRATIVIDADE e o retroativo e de quebra, já teremos o salário reajustado para o período vindouro, o que é novidade pois o Patronal sempre enrola.

    Aos colegas, nada mais justo do que realizar a contribuição.

    []’s

  3. Jeremias 31 outubro, 2018 - 17:48 à 17:48

    Isso é uma vergonha.

  4. Pablo 31 outubro, 2018 - 18:03 à 18:03

    Parabéns,
    Para mim foi um bom acordo :)

  5. Israel 31 outubro, 2018 - 18:35 à 18:35

    vale REFEIÇÃO*

  6. Graziele 31 outubro, 2018 - 20:25 à 20:25

    Legal pessoal.. Uma sugestão para vocês avaliarem: Seria possível que a contribuição assistencial seja descontado da folha em 2 ou 3x, creio que dessa forma mais pessoas possam ter condições de aderir, porque de uma só vez pode ficar pesado para o mes.

    Abraço.

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 11:34 à 11:34

      Obrigado pela sugestão, Graziele. Vamos avaliar sim!

      Att. Sindppd/RS

  7. Jocimar Carvalho 31 outubro, 2018 - 21:37 à 21:37

    1,83% vocês só podem estar de brincadeira…
    Só pode ser piada uma coisa dessas, que falta de comprometimento com o colaborador.

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 11:34 à 11:34

      Jocimar,

      não somos colaboradores, somos trabalhadores. SE os empresários nos enxergassem como colaboradores MESMO, não ficariam enrolando por 1 ANO para fechar a campanha salarial, não se negariam a dar reajuste salarial e dos benefícios decente, negociaram a redução da jornada de trabalho. Eles usam a palavra “colaborador” para querer parecer que são modernos, para diluir as diferenças e desigualdades que existem entre trabalhador e empresário. Não podemos nos deixar levar por palavras bonitas, mas que tentam ocultar a relação desigual entre nós trabalhadores e empresários, ainda mais os gananciosos.

      À luta, colega!

      Sindppd/RS

      • Roberto 5 novembro, 2018 - 13:15 à 13:15

        Acredito que ele não entendeu que são 2 índices. o 1.83 relativo ao INPC referente ao fechamento do dissídio do novembro passado, e o ?? referente ao INPC de novembro deste ano. Pode valer mais um comentário para clarificar a todos.

  8. Rodrigo 1 novembro, 2018 - 8:41 à 8:41

    Parabéns, Sindppd! Para criticar sempre tem um monte, o valor do reajuste é baixo, mas não tivemos perda igual a 2017.

    Agora com o acordo de 2018/2019 fechado, o Sindicato poderia focar para começar a lutar pelas 40h semanais.

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 13:16 à 13:16

      As 40h semanais sempre está no nosso horizonte, agora ainda mais.

      À luta!
      Sindppd/RS

  9. Eduardo 1 novembro, 2018 - 9:47 à 9:47

    Não gostei dessa questão de não ser mais obrigatório a homologação (dentro da situação citada no texto). Certamente as empresas com o passar do tempo começarão a sequer citar que o empregado tem essa possibilidade de conferência de sua rescisão.

    No restante, achei o acordo “aceitável” tendo em vista a situação atual do país (onde o trabalhador é visto como custo e não como um ser humano buscando o seu sustento e o de sua família).

    Uma pergunta SindPPD: As empresas que já pagaram o VR/VA para o mês de novembro no valor antigo (R$ 19,00), deverão pagar a diferença no próximo lançamento? (mês de Dezembro).

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 12:00 à 12:00

      Pois é, Eduardo. Embora alguns trabalhadores achem desnecessário ou minimizarem essa questão das homologações, também lamentamos bastante a retirada da desobrigação de que ocorra no sindicato. Relutamos bastante em alterar esta cláusula mas, INFELIZMENTE, foi como se conformou a possibilidade de fecharmos as campanhas salariais, especialmente a que estava em aberto há 1 ano, com a reposição da inflação e sem retirar direitos importantes da nossa CCT.

      Queremos divulgar bastante essa questão das homologações entre os trabalhadores, para que os colegas possam defender os seus direitos. O sindicato disponível para assistir toda a categoria.

      Em relação ao vale, se ele se refere ao mês de Novembro, a empresa deve pagar as diferenças sim. Qualquer irregularidade, entre em contato com a gente pelo secretariageral@sindppd-rs.org.br . Podemos ajudar.

      Att. Sindppd/RS

  10. Anonimo 1 novembro, 2018 - 9:47 à 9:47

    Isso é acordo? 1,83%, não sei o que vou fazer com tanto dinheiro.

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 12:01 à 12:01

      Não é só 1,83%. Tem a reposição da inflação para a data-base de 1º Novembro de 2018, que deve fechar em breve.

      Att. Sindppd/RS

  11. Érico 1 novembro, 2018 - 11:04 à 11:04

    Porque vocês utilizaram a tabela INPC para fazer os reajustes ao invés de utilizar a tabela IPCA?

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 12:28 à 12:28

      Érico,

      historicamente, nas campanhas salariais do setor privado é utilizado o INPC, que já foi mais alto do que o IPCA. Hoje, está o contrário. Os índices variam de um período para outro, e neste sentido, achamos que a questão central é conseguir aumento ACIMA na inflação, isso é o que faz diferença mesmo nos ganhos do trabalhador. INPC ou IPCA é apenas repor o que a inflação já corroeu em nossos salários e benefícios, portanto recuperar o que já perdemos. Lembrando que nenhum desses índices refletem a inflação REAL do nosso cotidiano, que é bem maior.

      O SEPRORGS mal repõe a inflação; para conseguir que paguem as perdas na ÍNTEGRA é uma briga, e demorada – visto nossa campanha salarial 17/18, que levou um ano. A patronal quer sempre pagar menos.

      Achamos que faremos diferença MESMO nas negociações não trocando de índice, mas estando todos MOBILIZADOS e fazendo pressão nos empresários.

      Att. Sindppd/RS

  12. Analista 1 novembro, 2018 - 11:45 à 11:45

    Quando será realizado pela empresa o aumento total que seria mais ou menos 6%?

    Receberemos já no pagamento de Nov/2018 ambos dissídios, ou em dezembro receberemos o 1,83% e em Nov 4%?

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 13:01 à 13:01

      Analista e demais colegas que estão lendo,

      é importante esclarecer que:

      A) Os índices de reajuste salarial devem ser aplicados “um sobre o outro” nos salários e NÃO serem somados, para depois aplicar. OU SEJA: precisa-se aplicar 1,83% no salário atual e, depois, pegar o novo valor e aplicar o reajuste pelo INPC para a nossa data-base deste ano (que deve ser divulgado pelo IBGE em breve e deve ficar em torno de 4%);

      B) Não entendemos bem a segunda dúvida, Analista. Mas a ata está bem clara neste sentido: http://www.sindppd-rs.org.br/wp-content/uploads/2018/10/181030ATA_mediacao_CCT-2017_2018.pdf

      Caso persistam dúvidas ou se alguém ficar com dúvida se recebeu todos os valores corretos da empresa, os trabalhadores podem acessar a Assessoria
      Jurídica do sindicato, nos seguintes plantões: http://www.sindppd-rs.org.br/juridico/ O atendimento é GRATUITO à categoria, seja em ativa, sejam colegas demitidos.

      Att. Sindppd/RS

  13. Andre Luis 1 novembro, 2018 - 11:46 à 11:46

    Quem foi desligado neste preriodo como fica os reajustes, e a diferença da alimentação, sera considerado como perda?

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 13:15 à 13:15

      André Luis,

      em relação ao salário, tens que receber a diferença referente aos meses em que estivesses empregado. A orientação é de que procures a empresa e vejas quando irão pagar os valores devidos.

      Em relação ao alimentação, ao estipular valor fixo sem retroativos, os colegas já demitidos não receberão diferenças, infelizmente.

      Em caso de dúvida sobre a sua situação, que é específica, podes acessar a Assessoria Jurídica do sindicato, nos seguintes plantões: http://www.sindppd-rs.org.br/juridico/ O atendimento é GRATUITO à categoria.

      Att. Sindppd/RS

  14. Tatiane Saores 1 novembro, 2018 - 12:35 à 12:35

    Show!
    Aumento baixo sabemos disso, mas alguma coisa é melhor que nada, e muitos sindicatos por ai não conseguiram nem o INPC. É ruim sim, cobre nosso deficit não. Mas ainda assim foi bom.
    Outra coisa legal é que o retroativo dos salarios não foi negociado ou isentado de pagamento pelo empregador. Senão me engano tivemos um ano que não recebemos o retroativo.
    Lutem pela redução da carga horária!
    Como sugestão acho que vocês deveriam se aproximar da categoria particular. Ficar na calçada das empresas, entregar seus folhetos mensais… Se visitarem uma vez a cada semestre as empresas seria ótimo e nos dá visibilidade do trabalho que o sindicato faz. Sindicato tem que estar na rua, junto a sua categoria.

    • sindppd 1 novembro, 2018 - 13:15 à 13:15

      Obrigado pela sugestão, Tatiane!

      Att. Sindppd/RS

  15. Consultor 1 novembro, 2018 - 13:24 à 13:24

    Sindppd,

    Parabéns pela luta, creio que conseguimos finalmente ter uma pressão expressiva diante ao patronal, embora á demora, ainda não tivemos perdas.

    Além do dissidio, que já conseguimos, devemos aproveitar o bom momento para luta das 40hrs semanais.

    Finalmente uma vitória expressiva.

  16. Rodrigo 1 novembro, 2018 - 13:28 à 13:28

    Olá, o acordo fechado foi justo para ambos os lados. Vendo o atual cenário político/econômico, os reajustes são coerentes, pois não podemos onerar as empresas, assim como lesar os empregados com reajustes abaixo da inflação. Esta entidade se superou ao fechar a CCT 2018/2019 em tão pouco tempo.
    Sobre a contribuição assistencial, a sugestão da Graziele é bem vinda. Mas o valor deveria ser baixo para que haja mais adesão.

  17. Teste 1 novembro, 2018 - 15:07 à 15:07

    Qual mês virá todos valores aplicados no salário, da CCT 2017/2018 e 2018/2019?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:06 à 13:06

      Está no texto e na ata, colega.

      Att. Sindppd/RS

  18. Desenvolvedor 1 novembro, 2018 - 15:20 à 15:20

    Poderiam anexar uma planilha de calculo a todos como foi feito no ano passado?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:05 à 13:05

      Pretendemos fazer quando fechar o INPC desta data-base.

      Att. Sindppd/RS

  19. Programador 1 novembro, 2018 - 15:39 à 15:39

    O acordo foi bem satisfatório dentro do momento atual.

  20. Eder Rosa 1 novembro, 2018 - 16:38 à 16:38

    Eu não trabalho mais na empresa que tem filiação ao sindppd, mas trabalhei em 2017 inicio de 2018, gostaria de saber se recebo tambem estes retroativos e se posso comunicar a empresa ou perguntar se vou receber. Uma vez que me foi passado pelo sidicato que eu receberia mesmo saindo da empresa, (Pedi demissão não fui demitido); obrigado.

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:09 à 13:09

      Eder,

      deves entrar e manter contato com a empresa. A CCT (Convenção Coletiva) está sendo redigida, mas em breve deverá ser assinada pelas partes e ser homologada junto ao Ministério do Trabalho.

      Att. Sindppd/RS

  21. Max 1 novembro, 2018 - 18:12 à 18:12

    Haverá tabela de proporcionalidade para os admitidos durante o ano de 2017?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:07 à 13:07

      Sim, Max. Será publicada junto com a CCT (Convenção Coletiva), que está sendo redigida. Assim que ela estiver assinada pelos dois sindicatos publicaremos aqui no site, aí poderás acompanhá-la.

      Att. Sindppd/RS

  22. Emanuel 1 novembro, 2018 - 18:56 à 18:56

    Algumas questões:
    1 – Na pauta de reinvidicações 2018/2019, estava previsto na clausula 40° a redução da carga horario, isto foi aprovado para toda a categoria ?
    2 – Na pauta de reinvidicações 2018/2019, estava previsto na clausula 70° a titulo de cesta rancho um valor mensal de R$ 250,00, isto foi aprovado para toda a categoria ?
    3 – Na pauta de reinvidicações 2018/2019, estava previsto na clausula 21° o auxilio-creche um valor mensal de R$ 325,59, isto foi aprovado para toda a categoria ?
    4 – Na pauta de reinvidicações 2018/2019, estava previsto na clausula 82° o pagamento de PPR, isto foi aprovado para toda a categoria ?

    Obrigado

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:54 à 13:54

      Emanuel,

      todas essas questões são reivindicações. O que foi fechado e acordado é o que está na ATA do TRT.

      Att. Sindppd/RS

      • Emanuel 6 novembro, 2018 - 16:44 à 16:44

        Então estas reinvidicações foram negadas durante a reunião ?
        Estas reinvidicações ficaram para 2020, isso ?

        • sindppd 7 novembro, 2018 - 10:40 à 10:40

          Emanuel,

          as reivindicações que não foram atendidas permanecerão na pauta da próxima campanha salarial se assim os trabalhadores quererem. Toda pauta de reivindicações é aprovada pela categoria em todo o ano, dando início às campanhas salariais.

          Att. Sindppd/RS

  23. emerson 2 novembro, 2018 - 11:48 à 11:48

    Boa tarde, como posso ter acesso a CCT atualizada?
    Gostaria de ver a tabela dos reajustes para fazer o calculo do retroativo.

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:04 à 13:04

      Emerson,

      divulgaremos a CCT atualizada quando estiver redigida e assinada pelas partes. Ainda não está. Assim que a tivermos, publicaremos aqui no site.

      Att. Sindppd/RS

  24. Marcos 3 novembro, 2018 - 0:06 à 0:06

    Parabéns pela conquista! O importante é mantermosno mínimo a inflação. Uma questão: quem foi contratado em 27/11/2017 recebe retroativo e aumento? Como funciona isso?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:04 à 13:04

      Fizemos um adendo na matéria sobre a tua dúvida.

      À luta!
      Sindppd/RS

  25. Denise 5 novembro, 2018 - 7:41 à 7:41

    Salário + 1,83% = x
    x + 4% (em média) = real aumento salarial.

    Estava achando que eram somente os 1,83%. Agora que sei que é somada mais a inflação do mês de novembro, já da uma boa melhorada. O VR/VA ter ido para 22 reais foi ótimo, uma pena que não há retroativo. Bom trabalho, sindicato.

  26. Cristina 5 novembro, 2018 - 7:56 à 7:56

    Fui demitida em 08/2017, tenho direito a este reajuste?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:10 à 13:10

      Cristina,

      fizemos um adendo na matéria que responde a tua dúvida.

      À disposição,
      Sindppd/RS

  27. Marcos 5 novembro, 2018 - 8:27 à 8:27

    Bom dia, quem foi contratado em 27/Novembro/2017 tem direito ao dissídio?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:00 à 13:00

      Marcos,

      a partir da tua dúvida e a da Cristina, fizemos observações no texto. Veja se responde a tua questão.

      Att. Sindppd/RS

  28. Joana 5 novembro, 2018 - 11:38 à 11:38

    # Referente à 2018/2019, reposição pelo INPC integral, que será divulgado até a segunda semana de Novembro. Os salários deverão vir reajustados na folha de pagamento de Novembro/2018

    Não entendi, como assim, salarios 2018/2019 como vão ser colocado o indice na folha de novembro? se já passou e nem ta confirmado que é 4%

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:02 à 13:02

      Não entendemos a tua dúvida Joana, pois a grande maioria das empresas paga os salários no final dos meses. Portanto, quando a empresa pagar a FOLHA DE NOVEMBRO, no final deste mês, o índice já estará fechado.

      Att. Sindppd/RS

  29. Dev 5 novembro, 2018 - 11:59 à 11:59

    Boa tarde, se o retroativo será pago na folha de dezembro quer dizer que receberemos em janeiro?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 12:58 à 12:58

      Depende, tem empresa que paga a folha no próprio mês, no caso em Dezembro. O acordado é que seja na FOLHA DE PAGAMENTO DE DEZEMBRO.

      Att. Sindppd/RS

  30. Joao 5 novembro, 2018 - 16:13 à 16:13

    Boa tarde,

    Não deveria ser pago vale refeição e alimentação ou isto é conforme a própria empresa?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:59 à 13:59

      Boa tarde, João

      é conforme a empresa. O que a CCT (Convenção Coletiva) garante e que, portanto, é obrigatório, é a ajuda ALIMENTAÇÃO, que foi reajustada conforme consta na ATA da mediação no TRT.

      Att. e à disposição,
      Sindppd/RS

  31. LEONARDO 6 novembro, 2018 - 9:38 à 9:38

    Deixem de apoiar partidos políticos de esquerda, Lula Livre, Elenão, elesim, lulapreso, partidos de direita, ou seja, APOIEM a categoria, os trabalhadores da categoria, se uma LEI for ruim para a categoria, vamos nos mobilizar, se for boa, vamos ser honestos e apoiar, Chega do sindicato ser defensor do PT, Sindicato tem que ser neutro e ter só um lado, o trabalhador. Quando o Sindicato PARAR de apoiar agenda de esquerda (ou de direita) eu volto a contribuir em março e no dissídio, até lá sou CONTRA e não serei doarei 1 centavo se quer.

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 14:02 à 14:02

      Leonardo,

      ao estarmos do lado dos trabalhadores, já não estamos sendo mais neutros. Sempre denunciamos e lutamos contra os ataques aos trabalhadores. E assim será.

      Quanto à contribuição, a decisão é tua, mas não há mais a contribuição em MARÇO (antigo imposto sindical, que foi derrubado pela Reforma Trabalhista). Agora, as únicas fontes de renda do sindicato são o ASSISTENCIAL (no final das campanhas salariais) e as MENSALIDADES da sindicalização.

      O fato é que o Sindppd/RS apenas será forte se os trabalhadores estiverem JUNTO e ajudarem a sustentá-lo financeiramente.

      À luta,
      Sindppd/RS

  32. Marco 6 novembro, 2018 - 10:42 à 10:42

    Como fica a homologação nas seguintes características:
    Vínculo antes de 10/11/2017
    Salário acima de R$ 4.000

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:56 à 13:56

      Marco,

      em situações de salários acima de R$ 4 mil, ficará a cargo do TRABALHADOR pedir para fazer a homologação no sindicato, se assim o quiser. Se o TRABALHADOR optar por isso, precisa solicitar à empresa.

      Att. Sindppd/RS

  33. Janaina Goerigk 6 novembro, 2018 - 10:59 à 10:59

    Olá
    Os demitidos também irão receber em dezembro?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:45 à 13:45

      Janaina,

      o correto é os demitidos receberem os valores junto com os demais trabalhadores na ativa. Orientamos que entres em contato com a tua empresa para tratares do acerto.

      Att. Sindppd/RS

  34. Ana 6 novembro, 2018 - 11:44 à 11:44

    Gostaria de saber se ouve mudança quanto ao auxilio creche?
    Teve alteração nos valores ou permanece o mesmo valor?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 12:55 à 12:55

      Ana,

      o auxílio-creche integra as cláusulas econômicas, Ana. E deverá ser reajustado pelo INPC para as duas datas-base conforme consta na ata.

      Att. Sindppd/RS

  35. DESENVOLVEDOR TI 6 novembro, 2018 - 12:41 à 12:41

    Sindppd,

    O vale refeição de R$ 22,00 é para quem trabalha 06 horas?

    • sindppd 6 novembro, 2018 - 13:57 à 13:57

      O valor de R$ 22,00 é para jornada de 44h semanais. Jornadas menores, o reajuste será proporcional, como já é em nossa CCT (Convenção Coletiva).

      Att. Sindppd/RS

  36. Luiz Antônio 6 novembro, 2018 - 15:56 à 15:56

    Gostaria de saber como ficam 13º referente a 2017, férias e horas extras durante esse período.
    Deveríamos receber algum valor, pois foi acordado ser pago o dissídio de 1,83 em retroativo (reposição pelo INPC (1,83%) pago RETROATIVAMENTE à data-base 1º/11/2017)?

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br