SETOR PRIVADO – Campanha Salarial 2021/2022: INPC para data-base em 1º de Novembro fecha em 11,08%

3 6755
image_pdfimage_print

 

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) comunicou, hoje (10/11), que a variação do índice inflacionário INPC do mês de Outubro foi de 1,16%. Com isso, o acumulado dos últimos 12 meses fechou em 11,08% na média no país. Se levarmos em consideração apenas a região de Porto Alegre (RS), o INPC acumulado do ano ficou mais alto, em 12,40%.

 

 

tabela_DIEESE_nov2021_1

 

Veja aqui mais informações da Campanha Salarial 2021/2022 do Setor Privado. A 2ª reunião de negociação com a patronal (SEPRORGS) ficou marcada para 18 de Novembro (5ª feira), às 16h, na sede da representação dos empresários.

 

Segundo informações do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), os combustíveis (gasolina e diesel), gás de cozinha, alimentos, energia elétrica e transportes contribuíram fortemente para o aumento no custo de vida dos trabalhadores e da população brasileira em geral. Na sexta-feira passada (5/11), a entidade de pesquisa já havia divulgado que o custo da cesta básica aumentou em 16 capitais do país no mês de Outubro, entre elas Porto Alegre (RS), que apresentou a 3ª cesta básica mais cara, no valor de R$ 691,08 – ficando atrás apenas de Florianópolis (SC) e de São Paulo.

 

tabela_DIEESE_nov2021_2.png

 

Baseado no valor da cesta básica mais cara que, em Outubro, foi a da catarinense (R$ 700,69), o DIEESE estima que o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.886,50 – 5,35 vezes o piso nacional vigente, de R$ 1.100,00. O cálculo da entidade é feito levando
em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças. Somente para adquirir os produtos alimentícios básicos, o  brasileiro precisou trabalhar, em média, 118 horas e 45 minutos no mês passado. A cesta básica custou 58,35% do salário
mínimo líquido.

Estes dados econômicos reforçam a necessidade e a urgência de os trabalhadores da TI terem a recomposição dos seus salários e benefícios. O setor da TI foi um dos poucos que não parou durante a pandemia do Coronavírus, pelo contrário: em muitas situações, lucrou ainda mais, mesmo com boa parte dos trabalhadores via acesso remoto de suas casas. Além disso, os trabalhadores da TI foram fundamentais, pois desenvolveram as ferramentas e proporcionaram as condições para que milhares de trabalhadores de outras áreas também pudessem cumprir suas jornadas remotamente; para que crianças e jovens estudassem de casa; e assessorando diretamente neste momento de emergência com sistemas integrados na área da saúde e afins.


Manutenção dos empregos, reajuste e recomposição das perdas nos salários e benefícios!

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

3 Comentários

  1. Paulo 17 novembro, 2021 - 18:06 à 18:06

    Agora o SEPRORGS vai levar 9 meses para aceitar pagar apenas o reajuste do INPC nos salários e vale refeição/alimentação.

    E na hora de pagar o dissídio (o reajuste retroativo à data base), vai inventar de novo aquelas faixas de reajuste escalonadas que já vimos anos atrás:

    De Novembro/21 a Janeiro/22 = 3%
    De Fevereiro/22 a Abril/22 = 6%
    Em Maio/22: 9%
    Em Junho/22: 10%
    Em Julho/22: 11,08%

    O SindPPD tem que ser seco e direto: Se levar 10 meses para pagar o dissídio, vai ter que pagar 11,08% de reajuste em todos os 10 meses em atraso. Nada de reajustes escalonados para reduzir o valor a ser pago no dissídio total.

    • Jaque 9 dezembro, 2021 - 12:53 à 12:53

      verdade

  2. Roberto 6 dezembro, 2021 - 19:39 à 19:39

    Dado o impasse, confiamos que o sindppd não fará nada que possa ser diferente da pauta.Sem perdas e sem negociação.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br