SETOR PRIVADO – Após 1 ano, trabalhadores de SP fecham acordo com INPC e mantêm principais direitos

0 245
image_pdfimage_print

 

Em São Paulo, principal polo de TI do país, a campanha salarial dos trabalhadores do Setor Privado também não foi nada fácil. Após quase 1 ano de negociação, o Sindpd/SP (sindicato dos trabalhadores) e o SEPROSP (sindicato patronal, corresponde ao nosso SEPRORGS) fecharam acordo com mediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) paulista nessa quarta-feira (5/12). 

A categoria em São Paulo conquistou o reajuste salarial e dos benefícios pelo INPC (2,07%, pois a data-base de lá é 1º de Janeiro), retroativo a 1º de Janeiro de 2018, e manteve os direitos previstos na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho). Em São Paulo, também há proporcionalidade para os reajustes. O vale alimentação ficou em R$ 18,00.

 

 
CAMPANHAS SALARIAIS EM SP E NO RS DEMONSTRAM QUE EMPRESÁRIOS QUEREM RETIRAR NOSSOS DIREITOS. RESISTIR É A ÚNICA SAÍDA!

A campanha salarial dos colegas de São Paulo mostra a postura geral do empresariado de TI que, motivado pelas alterações prejudiciais da Reforma Trabalhista aos trabalhadores, queria impor rebaixamento de salários e retirada de direitos. O fechamento recente da Convenção Coletiva (CCT 2017/2019) aqui no RS foi semelhante ao de São Paulo, pois também conseguimos a reposição integral da inflação com retroativo nos salários e benefícios e mantivemos nossos direitos.

Aqui no RS, ainda avançamos no vale alimentação, chegando a R$ 22,00, valor mais alto do que em SP, e garantimos que as homologações dos trabalhadores admitidos até 10/11/2017, com mais de 1 ano de empresa e salário até R$ 4 mil, ocorram obrigatoriamente no sindicato. Em caso de demissão após esta data não é obrigatório, mas o trabalhador tem o DIREITO de pedir que a homologação seja feita no Sindppd/RS. Em São Paulo, caiu qualquer obrigatoriedade, ficando facultado ao pedido do trabalhador. Outra vantagem é que conseguirmos fechar acordo para a data-base deste ano (NOV/2018); já em São Paulo, a categoria iniciará nova campanha salarial em breve, já que a próxima data-base é 1º de Janeiro de 2019.

Nossos colegas de SP tem um diferencial que é a jornada de 40h semanais, resultado de uma grande luta deles. Já nós, prosseguimos na peleia para conseguir as tão almejadas 40h. Aliás, tem empresa que em SP reduziu a jornada, mas aqui no RS insiste em manter os funcionários trabalhando mais horas para poder lucrar mais, obviamente. Vale lembrar que estamos fechando Acordo Coletivo com a DBServer, grande empresa gaúcha, que garante 40h a partir de Julho 2019, por meio da organização dos trabalhadores da empresa. Tudo isso prova que os direitos dos trabalhadores não são dados de graça, mas sim precisamos lutar por eles, colegas!

 

 
LUTA E RESISTÊNCIA SÓ SE CONSEGUE COM SINDICATO FORTE. Contribua e se sindicalize ao Sindppd/RS!

Além das filiações e da contribuição assistencial, o Sindpd/SP cobra valores dos trabalhadores para homologar as rescisões dos contratos de trabalho e pelos PPRs que fecha com as empresas. Estas são as formas que o sindicato de TI de SP utiliza para seguir em ativa.

A diretoria do Sindppd/RS acredita que são os trabalhadores que devem decidir, conscientes da importância do sindicato e da necessidade em mantê-lo atuante, se CONTRIBUEM FINANCEIRAMENTE. Atualmente, optamos por apenas 2 formas de arrecadação: CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL (1,5% do salário base recolhido no final da campanha salarial) e a SINDICALIZAÇÃO (mensalidade no valor de 1% do salário base). Prestamos todos os nossos serviços sem qualquer diferenciação entre os trabalhadores sindicalizados ou não, como assessorias jurídica e de saúde, homologação das rescisões de contrato de trabalho, fechamento de PPRs, homologação dos bancos de horas, encaminhamentos de denúncias de descumprimento de acordo coletivo/ convenção coletiva e de más condições de trabalho, entre outros. Também ajudamos a organizar e negociamos as campanhas salariais, junto com os trabalhadores da TI.

Para que o Sindppd/RS prossiga atuando desta forma é necessário que OS TRABALHADORES ASSUMAM FINANCEIRAMENTE O SUSTENTO DO SINDICATO. Portanto colegas, NÃO SE OPONHAM ao desconto assistencial! E se SINDICALIZEM ao sindicato! 

 

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br