Camp Salarial TI Priv

Setor Privado 2019/2020: Sindppd/RS e SEPRORGS têm 2ª mesa de negociação

8 1534
image_pdfimage_print

 

Representantes do SEPRORGS (sindicato patronal) e do Sindppd/RS tiveram a 2ª mesa de negociação na 6ª feira (22/11), na sede do nosso sindicato, em Porto Alegre (RS).

CLIQUE AQUI para acessar a ata

 

A ata está bem geral, como pode se notar e como já é de praxe, pelo fato de que não temos nenhuma proposta positiva para os trabalhadores, infelizmente. De forma geral, o SEPRORGS mantém a posição de negociar em BLOCO as alterações na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) apresentadas pela entidade no final de Outubro. Significa que os empresários da TI querem tratar toda a pauta deles conjuntamente, não aceitam antecipar posição nem para o tema da recomposição salarial. Lembramos que são 12 reivindicações da patronal; a grande maioria resulta em perdas de direitos importantes como redução do adicional noturno para 20% e diminuição dos quinquênios, regionalização dos valores de piso salarial e do auxílio-alimentação, redução para apenas 4 pisos salariais – que pode impactar em redução nos salários – e banco de horas com vigência de 9 meses, entre outros itens.


A contrapauta completa do SEPRORGS pode ser acessada neste link:
http://www.sindppd-rs.org.br/privado-20192020-na-1a-negociacao-empresarios-apresentam-contrapauta-que-retira-direitos/

O sindicato perguntou sobre a reposição da inflação e mais um valor de aumento real de 2% nos salários e nos benefícios, tendo em vista que 2,55% não cobre o custo de vida do último ano. Os representantes do SEPRORGS informaram que só responderão quando for discutida e apresentada posição para as reduções de vários direitos que eles está propondo nos 12 itens.

Uma importante questão que o SEPRORGS se posicionou abertamente contrário foi em relação à reivindicação dos trabalhadores de reduzir a jornada de trabalho para 40h semanais. Em relação a esta reivindicação, a patronal disse que “NÃO” e rejeita veementemente negociar esta pauta.

Do nosso lado, o Sindppd/RS colocou que está aberto a negociar alguns itens da pauta dos empresários que não impactem em prejuízo aos trabalhadores, desde que tenhamos avanços em temas que foram citados na pauta da reunião. Reforçamos as reivindicações que constam na pauta da categoria, especialmente a reposição da inflação do período (2,55%) nos salários e nos benefícios e mais 2% de aumento real, retirada do teto para o auxílio creche e ampliação de mais um ano na vigência do benefício (até a criança fazer 6 anos e não 5, como é hoje), reajustar o auxílio alimentação para R$ 25,00 e licença-paternidade de 20 dias. Para acessar a pauta de reivindicações completa CLIQUE AQUI

A próxima reunião de negociação ficou marcada para 4 de Dezembro (4ª feira), às 16h, no SEPRORGS em Porto Alegre (RS).  Após esta reunião, pretendemos convocar assembleia para debater com os trabalhadores.

 

Sindicato forte, que consegue organizar a categoria, representá-la e lutar pelos nossos direitos, é o que tem os trabalhadores junto. Portanto, colegas da TI, participem das assembleias! Ajudem a divulgar nossas notícias! Atendam aos chamados do sindicato!


À luta, colegas do Setor Privado da TI!
Resistiremos!

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

8 Comentários

  1. Roberta 25 novembro, 2019 - 16:46 à 16:46

    Se conseguirem aumentar o auxilio creche para até 6 anos, pago a contribuição sindical sem “choro”.
    Para mães que possuem mais de 1 filho na escola, o auxilio creche ajuda e muito nas despesas.

  2. Rodrigo 25 novembro, 2019 - 21:25 à 21:25

    Olá, vcs precisam flexibilizar a forma de contribuir com o sindicato. Eu gostaria de contribuir, porém 1 dia de trabalho é muita coisa e faz falta. Pq não deixar em aberto a contribuição ao invés de ser tudo ou nada?

    • Rosita Nikolof 27 novembro, 2019 - 10:48 à 10:48

      Concordo. Um dia descontado de uma vez só fica muito pesado.

  3. Marcelo 26 novembro, 2019 - 11:29 à 11:29

    A reivindicação inicial era a reposição da inflação e 3% de aumento real nos salários e benefícios. Por quê agora estão negociando a reposição da inflação (INPC de 2,55%) e mais 2%? Algo mudou ou foi um erro de digitação?

    • sindppd 26 novembro, 2019 - 16:15 à 16:15

      Marcelo,

      não foi erro de digitação, foi uma contraproposta do sindicato no sentido de construir possibilidades com o SEPRORGS.

      Att. Sindppd/RS

  4. Rafael 26 novembro, 2019 - 12:32 à 12:32

    Sindppd, a cláusula 74 da Convenção anterior não nos garante o INPC do período?

  5. Felipe 27 novembro, 2019 - 10:04 à 10:04

    Como contribuinte, me sinto no direito de falar que é uma negociação. Realmente a retirada do adicional noturno é absurda. É preciso aceitar os itens de menor impacto em prol da reposição da inflação e do retroativo e do vale. Nosso piso de auxílio alimentação é defasado em, no mínimo, 5 anos. Mas vamos ter que abrir mão de coisas menos impactantes, buscando o equilibrio na proposta para com os empresários.

    Como sabemos que o cálculo da inflação não reflete a realidade da prateleira do supermercado, das farmácias, no combustível, no aluguel e dos bens de consumo e o cálculo do mesmo é altamente manipulado com itens que não “flutuam” e não são consumidos pela grande massa, sentimos este ano no bolso de forma muito maior do que nos anos anteriores. Estamos cada vez ganhando menos e trabalhando mais.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br