Camp Salarial TI Priv

Setor Privado 2019/2020: Assembleia da Campanha Salarial na próxima 2ª feira (16/03), às 19h. Participe!

36 1669
image_pdfimage_print


Colegas do Setor Privado,

o sindicato patronal (SEPRORGS) apresentou proposta na mesa de negociação realizada com o Sindppd/RS na 6ª feira (6/03) em Porto Alegre (RS). Para debater e deliberar sobre a proposta e a Campanha Salarial 2019/2020, chamamos todos os colegas a participarem da ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES, que ocorrerá na próxima 2ª feira (16/03), às 19h (2ª chamada), no auditório do Sindppd/RS (Rua Washington Luiz, 186 – Centro Histórico), perto do Gasômetro, na Capital.

 

A proposta apresentada pelo SEPRORGS para a Campanha Salarial 2019/2020:

# Reajuste de 2,55% (INPC integral) nos salários e benefícios. Pagamento, em parcela ÚNICA, dos retroativos à data-base 1º de Novembro/2019;

# Reajuste de 4,55% no auxílio-alimentação (INPC, que foi de 2,55%, mais 2% de aumento real). Desta forma, valor do tíquete ficaria em R$ 23,00;

# Auxílio-creche: além do reajuste pelo INPC, aumento da idade da criança a ser beneficiada, que hoje é de até 5 anos, passando para até 6 anos;

# Adicional noturno reduz de 60% para 40%;

# Manutenção da cláusula da ULTRATIVIDADE (garante que a Convenção Coletiva de Trabalho fique em vigor até a assinatura de uma nova);

# Mais um passo no caminho da jornada de 40h semanais: controle alternativo de jornada para funcionários que trabalhem em jornada externa à da sede da empresa. Mas para a empresa ter direito a usar esta ferramenta, a jornada deve ser de 40h semanais (não pode ser jornada superior às 40h). As empresas que adotarem esta sistemática deverão informar ao Sindppd/RS e ao SEPRORGS. A luta pela redução da jornada tem sido permanente faz mais de 5 anos, mas infelizmente ainda não conseguimos, via negociação, as 40h para toda a categoria.

 

É importante destacar que desde o início das negociações da Campanha Salarial 2019/2020, os empresários do SEPRORGS submetiam reajustar pelo INPC (2,55%) em troca de o Sindppd/RS entregar direitos da categoria que eles queriam reduzir, como o quinquênio, adicional noturno, regionalização dos pisos salariais e do auxílio-alimentação (SEPRORGS pretendia criar diferentes valores de pisos e do alimentação por região do RS, acarretando na redução dos valores pagos aos trabalhadores).

O Sindppd/RS foi intransigente na defesa dos direitos dos trabalhadores, por isso a demora na negociação. Na mesa com o SEPRORGS, o Sindppd/RS apenas aceitou discutir a flexibilização do adicional noturno porque, praticamente, nenhuma categoria de trabalhador tem o índice de 60% no estado e na TI nacional. Por lei, o adicional noturno é de 20%. Além disso, a TI no RS tem poucos trabalhadores que fazem jornada noturna (entre 22h e 5h da manhã). Sabemos que não é uma boa alternativa, mas é o que foi possível frente à pressão dos empresários, que queriam reduzir para 30% há mais de 10 anos.

 Próxima reunião com  o SEPRORGS está marcada para 18 de Março, às 16h, no Sindppd/RS, em que devemos apresentar o resultado da nossa assembleia.

 

 

AGORA, É ASSEMBLEIA! NA 2ª feira (16/03), às 19h, participe!

E reforçamos a grande importância de os colegas participarem da assembleia, que é o fórum dos trabalhadores. Temos recebido vários comentários e reclamações sobre a demora da campanha salarial e sobre as reivindicações dos trabalhadores que avançam pouco frente à necessidade da categoria, e uma coisa é certa: NÃO AVANÇAREMOS nas mesas de negociação com o SEPRORGS se não estivermos organizados e mobilizados, colegas. A pressão se dá daqui de fora para dentro das reuniões,  portanto precisamos estar organizados e fortalecidos nas empresas e no sindicato!  

Então venham para a ASSEMBLEIA! Contamos com todos e todas!

 

 

ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES DO SETOR PRIVADO – Campanha Salarial 2019/2020
16 de Março (2ª feira) – Às 19h
No auditório do Sindppd/RS (Rua Washington Luiz, 186 – Centro Histórico – perto do Gasômetro), em Porto Alegre


PAUTA:

– Apresentação da proposta feita pela patronal (SEPRORGS) na mesa de 6/03 para Campanha Salarial 2019/2020
– Debate e deliberação sobre a proposta
– Assuntos gerais

 

Participe, colega!

 

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

36 Comentários

  1. joao 9 março, 2020 - 13:11 à 13:11

    Quando teremos uma assembléia com possibilidade de participação online? Pra quem é de fora da capital é muito complicado.

    • Rafael 10 março, 2020 - 13:32 à 13:32

      Corroboro questionamento do colega João, faço inclusive esse questionamento há alguns anos neste espaço, sem qqer avanço.

  2. Abreu 10 março, 2020 - 12:14 à 12:14

    O ticket de 23 reais também será retroativo ?

    • sindppd 11 março, 2020 - 16:37 à 16:37

      Sim, a princípio. Não foi falado nada ao contrário disso.

      Att. Sindppd/RS

  3. carolina 10 março, 2020 - 12:47 à 12:47

    A idade da criança até 6, mas para receber o benefício tem limite de salário? ou não importa o salário tem direito ao valor do auxilio creche? Qual o valor de fato ficaria? Exemplificaram o valor do alimentação e não colocaram o do auxilio creche.

    • sindppd 11 março, 2020 - 16:37 à 16:37

      SEPRORGS não aceitou retirar o teto, que era também nossa reivindicação, Carolina. Apenas a aumentar em 1 ano a idade da criança beneficiada. Em relação ao valor, é aplicar 2,55% em cima do valor atual. Colocamos o valor do alimentação porque, além do INPC, a proposta é de mais 2% de aumento real.

      Att. Sindppd/RS

  4. Ricardo Medeiros 10 março, 2020 - 13:14 à 13:14

    As empresas de tecnologia enriquecendo e nenhuma vírgula de aumento real….
    Nem pra fechar em 3% esses exploradores do povo se prestaram…

  5. Janaina 10 março, 2020 - 14:25 à 14:25

    Na proposta que seprorgs apresentou referente ao auxilio creche do aumento da idade, teve também a retirado do três pisos salariais para ter direito a receber ou vai continuar? pois menos de 30, 00 reais a pessoa perde o direito. Foi retirado o teto para receber o auxílio creche?

    • sindppd 11 março, 2020 - 16:35 à 16:35

      SEPRORGS não aceitou retirar o teto, que era também nossa reivindicação, Janaína. Apenas a aumentar em 1 ano a idade da criança beneficiada.

      Att. Sindppd/RS

  6. Programador 10 março, 2020 - 14:54 à 14:54

    O reajuste pelo INPC integral será proporcional ao tempo em que foi contratado, em casos menores que 1 ano?

    • sindppd 11 março, 2020 - 16:24 à 16:24

      Tem a tabela de proporcionalidade sim, colega.

      Att. Sindppd/RS

  7. Juliana 10 março, 2020 - 15:03 à 15:03

    Também quero saber sobre o auxílio Creche, irá continuar tendo teto para ter direito ao recebimento? Pois deveria ser um benefício a todos, pois já não ganhamos muito, mas é um pouco mais que os três pisos e assim perdemos o direito.

  8. Felipe 10 março, 2020 - 17:36 à 17:36

    Quem trabalha em horários alternativos terão seus salários reduzidos, pois querem dar 2,55% e remover 20%… Inadmissível

    • Diego 11 março, 2020 - 19:56 à 19:56

      Eles devem pensar que trabalhamos em horários alternativos porque somos “diferentões”, ou porque é legal apenas.

      Trabalhamos nesses horários porque são os que sobraram ou porque aquele valor nos faz realmente diferença.

      Mas se o SINDPPD quiser tirar esse valor, acredito que eles deverão nos ressarcir, eu pago anualmente a contribuição pra que defendam meus interesses, não do SEPRORGS.

  9. Gustavo 11 março, 2020 - 11:21 à 11:21

    Bom dia.

    Minha empresa já tem controle alternativo de jornada para funcionários e jornada de 44 hrs. Com a aprovação da convenção, a partir de segunda-feira a jornada será automaticamente alterada para 40 hrs? Ou será necessário alguma ação?

    • sindppd 11 março, 2020 - 16:58 à 16:58

      Secretaria do sindicato te respondeu por e-mail Gustavo.

      Qualquer dúvida, estamos à disposição.

      Att. Sindppd/RS

  10. Dias Pedro 11 março, 2020 - 15:30 à 15:30

    A empresa que trabalho mal deixa eu ir ao médico, vivo viajando… Quem dirá comparecer num evento…
    Bora viajar pelo RS a fora enquanto eles enchem os bolsos…

  11. Roberto 11 março, 2020 - 16:09 à 16:09

    Prezado sindicato, não aceito perder 20% no meu adicional noturno. Vou ir na assembléia e votar NÃO! e caso a maioria diga sim, vou entrar na justiça para inviabilizar essa questão.

  12. eduarda 11 março, 2020 - 16:40 à 16:40

    Não entendo porque o limite de salário e as categorias dividas para recebimento do auxílio creche. Podem explicar?

  13. Gabriel 11 março, 2020 - 17:32 à 17:32

    O aumento de 2,55% sem aumento real já está defasado pois iremos receber 6 meses após a data base, com a inflação já tendo subido acima disso. 6 meses de negociação para ficarmos com o mínimo (inflação e auxílio creche) e pouco avanço. Na minha visão, olhando para o Macro, perdemos.

  14. Carlos 11 março, 2020 - 19:10 à 19:10

    Ridicula a desculpa do sindppd de que são poucos os trabalhadores na noite e portante podem perder 20% dos seus minúsculos salários. Sejamos intransigentes também. Perder 20 % para ganhar míseros 2.55%?

  15. Daniel Nordin Melo 11 março, 2020 - 21:19 à 21:19

    Aquela estória de não aceitar nenhuma retirada de benefícios fica onde agora? Trabalho a quase 10 anos na madrugada e se retirarem parte do adicional noturno não sei se valerá a pena continuar. E estão falando de reduzir em 20% mas na realidade vai baixar 33% pois recebemos a diferença da hora. Quem hoje ganha R$ 900,00 de adicional noturno vai passar a ganhar R$ 600,00. Um absurdo!

  16. Juliana 12 março, 2020 - 10:06 à 10:06

    Também questiono assembleia pois é na capital e ficamos longe desta, não tendo como ir para participar, onde seria meu NÃO para auxilio creche deveria ter sido a retirada do teto e não este mini,o valor de 2,55%, assim quem já não recebe não tem nada ja que o reajuste ficou apenas 2,55%.

  17. Programador 12 março, 2020 - 12:18 à 12:18

    Boa a proposta, na medida do possível acho que fica bom para todos. Agora é aprovar e pensar no próximo ano que certamente vou complicar mais.

    • Felipe 16 março, 2020 - 22:28 à 22:28

      Não pode estar falando serio?

  18. Diego 12 março, 2020 - 20:55 à 20:55

    Estou aqui pra elogiar o SINDPP e confirmar que não trabalham para nós e sim para o SEPRORGS! Apagaram covardemente meu comentário.

    Vou tirar print deste comentário e se apagarem, levarei na Assembléia segunda, para que todos vejam a verdadeira face do sindicato a todos o profissionais de TI que lá estiverem.

    • sindppd rs 13 março, 2020 - 12:24 à 12:24

      Não existe comentário apagado, mas não será liberado comentários que tiverem palavras ofensivas. A categoria sabe que o tema da adicional noturno assim como outros que prejudicam a todos como é o caso do quinquienio esta na lista dos empresários faz mais de 10 anos. Infelizmente aconteceu uma reforma trabalhista que retirou direitos importantes e isso tem feito rebaixar ainda mais as conquistas dos trabalhadores. O quinquenio conseguimos manter e é muito importante também para toda a categoria.

      Não encontramos em nossa categoria e nem em outras exemplos nas Convenções de 60% de adicional noturno, a lei garante só 20%, os empresários queriam 30% e na mesa de negociação depois de várias negativas do sindicato chegou-se a 40%. É uma situação muito difícil, pois as negociações estão péssimas para os trabalhadores e qualquer solução tem sido via mobilização greves etc. Mas na nossa categoria, não está havendo condições para isso. Não temos mágica e foi isso que conseguimos após 5 meses de negociação. E vale lembrar que temos alguns pequenos avanços na proposta que também beneficiam a todos

      • Diego 13 março, 2020 - 21:14 à 21:14

        Em momento algum fui ofensivo e sim vocês covardemente apagaram meus comentários anteriores.

        E vamos lá:

        Quinquênio, é uma mixaria, que ajuda muito as pessoas, mas mostra que as empresas querem robôs trabalhando e preferencialmente de boca fechada, muito embora, lá na “Missão, Visão e Valores” falem o oposto.

        Adicional noturno “A lei garante só 20%”, eu sei disso, assim como sei da conquista do 60%, Mas vamos abrir mão, pra que os empresários lucrem mais um pouco e possam andar em seus carros importados, enquanto nós andamos de ônibus.

        Esses 2,55% de aumento no salário são uma vergonha, temos um governo baixo, chulo e mesquinho mascarando a inflação.

        Não adianta aumentar R$ 1,00 no vale refeição de cada um e sacrificar uma parte dos trabalhadores da madrugada.

        A conta é simples de fazer, mas nesse momento, não vamos defender a minoria, vamos no efeito manada e dizer que conseguimos um grande feito.

  19. Diego 13 março, 2020 - 0:36 à 0:36

    Gostaria de saber quem o SINDPP RS representa.

    Se é a nós trabalhadores ou ao SEPRORGS.

    Ninguém escolhe trabalhar a noite porque é bonitinho!

    É porque se precisa daquele valor!

    Sejam menos COVARDES! Respondam ao meu comentário! Parem de se esconder e representem os trabalhadores.

    • sindppd rs 13 março, 2020 - 12:35 à 12:35

      Você leu esta matéria de ontem, http://www.sindppd-rs.org.br/setor-privado-sobre-a-campanha-salarial-20192020/

      Fizemos uma resposta coletiva para este tema e para toda a negociação. Se antes já era dificil negociar a situação piorou muito. Nas empresas públicas como foi o caso do Serpro a empresa conseguiu rebaixar a hora extra em mais de 30% em 2017, e foi assim, não tivemos força para alterar mesmo com mobilização, mas conseguimos lá manter a maior parte das cláusulas como foi o que aconteceu com o Setor Privado. OS empresários querem custo mínimo, não tem mesa de negociação que resolva. Não estamos chamando de covardes os trabalhadores por que sentirem força para fazer mobilização e não aceitamos que sejamos tratados desta maneira. Aliás no dia a dia os comentários são de que a direção do sindicato é radical, só quer fazer greve, não quer negociar. Como agora estamos sendo acusados de defender os empresários se conseguimos manter o quinquenio, aumento real no auxílio alimentação, melhora no auxílio creche, manutenção da cláusula da vigência que é super importante, garantir o INPC. Tudo isso não está sendo possível em boa parte das categorias, porque será?

  20. claudio 13 março, 2020 - 3:35 à 3:35

    Pelo que estou vendo será baixado de 60% para 40% o adicional ! poderiamos pelo menos fazer contra proposta de quem trabalha por tanto tempo de retirar de forma imediata de dar um tempo a mais ate o trabalhador se ajeitar com a perda financeira !?

  21. claudio 13 março, 2020 - 3:35 à 3:35

    no caso de não retirar de forma imediata!

  22. Marcos 13 março, 2020 - 17:12 à 17:12

    Sobre as clausulas inseridas nesta ultima convenção como ficaram? Mais especificamente a clausula Octagéssima sexta, qual foi a negociação final? O novo valor será retroativo?

  23. Thiago Terra 17 março, 2020 - 0:18 à 0:18

    O PATRÃO tem razão tem que negociar direto com a empresa,se o SINDPPD-RS aceitar está proposta de
    Reajuste de 2,55% (INPC integral) nos salários e benefícios e o Adicional noturno reduzir de 60% para 40%;EU SAIO DO SINDICATO.UMA VERGONHA!!!!

  24. Thiago Erra 17 março, 2020 - 0:22 à 0:22

    Os sindicatos celebrarão convenções ou acordos coletivos de trabalho por deliberação de assembléia geral especialmente convocada para esse fim, sujeitando-se a sua validade ao comparecimento e votação, em primeira convocação, de dois terços dos associados da entidade se se tratar de convenção, ou, dos interessados no caso de acordo, e, em segunda, de um terço. Nas entidades sindicais que tenham mais de cinco mil associados, o quórum de comparecimento e votação será de um oitavo deles em segunda convocação.

Resposta Cancelar

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br