191114cpers_2_DESTAQUE

Servidores do RS se unem e protestam contra pacote do Governo Leite

2 122
image_pdfimage_print


Milhares de servidores públicos ocuparam as ruas do centro de Porto Alegre na tarde de 5ª feira (14/11), no maior protesto já realizado contra o Governo Leite.

 

A manifestação aconteceu um dia após o governador ter encaminhado à Assembleia Legislativa seis Projetos de Lei (PL’s), um Projeto de Lei Complementar (PLC) e uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que atacam direitos históricos dos servidores e os serviços públicos.

De manhã, uma assembleia unificada com mais de 1 mil servidores ligados ao Sindicaixa, Sindsepe-RS, Sintergs, Afagro, Seasop, Assagra, Agefa e Apog aprovou indicativo de greve a partir de 26 de Novembro. O Sindppd/RS esteve presente na atividade.

 

 

191114sindicaixa_pompeia

 

No início da tarde, os trabalhadores saíram em marcha das imediações da Igreja Pompeia e seguiram pelas ruas do centro da Capital. Em frente ao CPERS/Sindicato, na avenida Alberto Bins, a manifestação ganhou envergadura com educadores, estudantes e servidores de outras categorias. A caminhada percorreu cerca de dois quilômetros até o Palácio Piratini.

O protesto teve como centro o pacote de medidas encaminhado pelo governo ao Legislativo. Entre os ataques, o “Pacote da Morte” estabelece o fim de vantagens temporais (triênios e quinquênios), de incorporações de gratificações nas aposentadorias e a redução das gratificações de permanência.

Além disso, eleva as alíquotas previdenciárias de servidores com salários superiores ao teto do INSS (R$ 5.839,45) e penaliza os aposentados, antes isentos até o limite do INSS, que passarão a descontar 14% a partir de um vencimento de R$ 998,00.

O pacote também ataca a liberdade de organização sindical na medida em que proíbe que dirigentes sindicais, democraticamente eleitos para defender os interesses e direitos dos servidores, recebam vencimentos integrais e revoga a participação de servidores em atividades sindicais.

 

191114sindppd_RS_procergs191114cpers_3

 

 

Professores e funcionários da rede pública estadual entraram em GREVE por tempo indeterminado. Nossa solidariedade ao magistério gaúcho!

Também na 5ª feira de manhã (14/11), professores e funcionários da rede estadual de educação realizaram uma massiva assembleia na Praça da Matriz, em frente ao Palácio Piratini, quando decretaram GREVE POR TEMPO INDETERMINADO a partir desta 2ª feira (18/11). A paralisação é por salário em dia, reajuste e nenhum direito a menos. A categoria deve se mobilizar para pressionar os deputados a rejeitarem integralmente as propostas de Eduardo Leite.

Com 47 meses de salários atrasados e 5 anos de congelamento salarial – representando uma perda do poder de compra superior a 30%, os educadores(as) compõem a categoria mais atingida pelas reformas propostas pelo governador. Entre os impactos, está o achatamento da carreira, a perpetuação do congelamento dos salários e o confisco de dinheiro de aposentados (as) que recebem pouco mais de um salário mínimo, sem qualquer contrapartida para repor as perdas acumuladas.

O CPERS enviou ao governo documento elencando as razões para a rejeição do pacote, de todo reprovado pelos trabalhadores(as) em educação. Mas não recebeu retorno.

 

191114cpers_1

 

 

O Sindppd/RS se solidariza aos trabalhadores da rede estadual de educação pública e apoia  a justa GREVE dos professores e funcionários de escola! A política de Estado Mínimo também atinge a categoria da TI, que está mobilizada contra o projeto de privatização da PROCERGS, junto com a CORSAN e o BANRISUL. Importante lembrar ainda que está no pacote o fim do triênio e quinquênio dos servidores, o que terá impacto para as nossas negociações, caso os mesmos sejam retirados dos servidores.

A luta dos trabalhadores, independente da categoria, é a MESMA: MANTER NOSSOS DIREITOS e em busca de avanços salariais. O Governo Leite, assim como os demais, quer que paguemos sozinhos pela crise financeira do Estado do RS, mas não aceitaremos!

 

 

Sindppd/RS

 

* Textos retirados dos sites do Sindicaixa e do CPERS Sindicato

 

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

2 Comentários

  1. Abreu 19 novembro, 2019 - 13:46 à 13:46

    Não consigo entender como este tipo de notícia vem de forma rápida e rasteira sendo inclusive a notícia de capa do site do sindicato e a reunião sobre o dissídio da categoria que ocorreu no dia 14/11 com os empresários até agora nada. Simplesmente L A M E N T Á V E L

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br