SERPRO – Práticas de assédio e desrespeito na Regional, não podemos tolerar!

0 88
image_pdfimage_print

 

Como se não bastassem os graves problemas que os trabalhadores estão enfrentando por conta das políticas dos governos, dia sim dia não se ouve relatos de colegas sobre algum tipo de comportamento desrespeitoso, especialmente com os trabalhadores terceirizados da limpeza ou da empresa do restaurante.

Nossa Regional já foi exemplo de relacionamento cordial entre todos os trabalhadores, inclusive com os colegas terceiros participando de todos os eventos, seja nas festividades da própria empresa, seja nas do nosso sindicato.

Vale lembrar também que o restaurante da nossa Regional é um dos mais qualificados devido à qualidade dos alimentos fornecidos e ao atendimento cordial, quando comparamos com várias outras regionais.

No início da semana, tivemos a informação de que trabalhadoras da limpeza estão sofrendo maus tratos e sendo desrespeitadas pela pessoa responsável pelo gerenciamento dos serviços da empresa terceirizada. Uma das trabalhadoras, inclusive, foi demitida sem nenhuma justificativa.

 

 

Não é NÃO!

Mas há outros fatos tão ou mais graves acontecendo. Um determinado indivíduo conhecido por sua longa história como causador de polêmicas, e que no passado causou graves transtornos por seus comentários desrespeitosos aos colegas auxiliares, faz denúncias descabidas contra trabalhadores, entre tantos outros fatos, resolveu na sexta-feira passada exigir tirar foto de uma trabalhadora do restaurante, sendo que a pessoa NÃO QUERIA SER FOTOGRAFADA. Uma situação constrangedora, que revoltou um grupo de pessoas que almoçavam no restaurante naquele momento.

A prática de assédio e de desrespeito aos trabalhadores, sejam eles do quadro do SERPRO ou terceirizados, é inadmissível e não pode ser tolerada em nossa Regional. É necessário que sejam tomadas medidas urgentes para coibir essas atitudes que adoecem, e que são praticadas especialmente contra as trabalhadoras mulheres, as que, segundo todas as estatísticas, são as mais atingidas pelas posturas opressivas e discriminatórias. E de nada adianta as chefias do SERPRO quererem que as pessoas atingidas pelas práticas de desrespeito e de assédio façam relatos por escrito e outras burocracias, pois elas são as mais fragilizadas pelas relações precárias de trabalho, tendo receio de, ao denunciar, serem ainda mais prejudicadas no emprego.

O que é necessário é fazer uma vigilância firme sobre os responsáveis pelo assédio ou pelas  posturas desrespeitosas em relação às trabalhadoras que se dedicam a garantir, seja na limpeza, na alimentação ou em qualquer outro trabalho, as melhores condições possíveis para o bom funcionamento da Regional. É de responsabilidade, da empresa, garantir o devido respeito a todos os trabalhadores, sejam eles funcionários do SERPRO, sejam de outras empresas.

 
Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br