SERPRO – Assembleia decide ajuizar ação pedindo alteração do cálculo do pagamento das férias

0 221
image_pdfimage_print

 

181109assembleia_serpro_cacau_1181109assembleia_serpro_cacau_3

 

Os trabalhadores do SERPRO e PSEs da Receita Federal decidiram encaminhar ação judicial contra a alteração realizada pela empresa no cálculo do pagamento do abono pecuniário de férias – conhecido como os 10 dias de férias vendidas. Será uma ação solicitando, num primeiro momento, o reconhecimento, pela Justiça, do direito adquirido pelos trabalhadores de que sejam mantidos os cálculos realizados por mais de 20 anos pela empresa.

 

181109assembleia_serpro_cacau_7

 

A decisão foi tomada por ampla maioria dos presentes na assembleia que ocorreu em 29 de Novembro, 5ª feira passada. Caso algum trabalhador tenha interesse em participar desta ação judicial, pode entrar em contato com o sindicato e, inclusive, se sindicalizar. Como todas as ações judiciais pós Reforma Trabalhista poderão ter custo, é importante a sindicalização. Vale lembrar que, a partir de 2018, somente os sindicalizados estão garantindo o custeio da entidade, e os colegas presentes na assembleia, mais uma vez, conclamaram a todos para auxiliar na sustentação do sindicato. Para realizar a sindicalização basta preencher a ficha de filiação, assinar e entregar diretamente na secretaria do Sindppd/RS, à OLT ou aos diretores da entidade. A ficha pode ser obtida, também, junto aos diretores ou preenchida online e impressa do site do sindicato: http://www.sindppd-rs.org.br/ficha.php

Na assembleia, a assessoria jurídica do sindicato, por meio do advogado Délcio Caye, também repassou informações em relação à ação coletiva de 2005 para toda a categoria, na qual pedimos para que fossem devolvidas as parcelas do Imposto de Renda descontadas pela empresa indevidamente sobre os 10 dias de férias vendidos pelos trabalhadores (abono pecuniário de férias). Esta ação tramitou favorável aos trabalhadores e está em fase de conferência dos cálculos já apresentados pelo perito judicial do processo. O SERPRO ainda não havia fornecido os dados dos seus trabalhadores para análise do perito. Assim que tivermos fatos mais conclusivos, informaremos à categoria.

 

 

 

ASSEMBLEIA DEBATEU IMPACTOS DA REFORMA TRABALHISTA E O QUE VIRÁ EM 2019

 

181109assembleia_serpro_cacau_5181109assembleia_serpro_cacau_4

 
A assembleia contou com a presença do formador sindical Sebastião Carlos Pereira Filho (Cacau, foto acima), que conversou sobre os impactos da Reforma Trabalhista e as perspectivas para o próximo período. Passado 1 ano da Reforma Trabalhista, foram gerados pouco mais de 800 mil empregos com carteira de trabalho assinada, mas a renda média do trabalhador diminuiu. Além de não ter impactado na redução do desemprego, as alterações nas leis trabalhistas reduziram os ganhos dos trabalhadores e precarizaram as condições de trabalho nas empresas.

Em relação à Reforma da Previdência, colegas presentes na assembleia conversaram sobre a proposta do novo governo, de criar um sistema de capitalização apartado do atual sistema de Previdência. São ainda conjecturas, mas o que já é dado como certo é que uma das primeiras medidas do novo governo será a Reforma da Previdência.

 

181109assembleia_serpro_cacau_2181109assembleia_serpro_cacau_6

 

Para a frente, o que se vislumbra é um aperto fiscal mais severo para reduzir os déficits dos estados e da União via privatizações de empresas públicas, a Reforma da Previdência, o arrocho de salários dos funcionários públicos e cortes em investimentos em áreas vitais como saúde, educação e segurança. Foi debatido sobre os riscos de uma possível privatização do SERPRO e da necessidade de estarmos preparados e munidos do máximo de informações dos importantes serviços prestados ao país, para com isso defendermos a nossa empresa.

Nossa saída, alertou Cacau, é nos organizarmos junto aos nossos sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais para construir a resistência.

Veja mais sobre as questões de conjuntura trazidas por Cacau no painel apresentado no Sindppd/RS nessa 5ªfeira (29/11) neste link: http://www.sindppd-rs.org.br/perspectivas-para-2019-o-novo-governo-e-os-direitos-dos-trabalhadores/

 

 

À luta, colegas da TI!

 

Sindppd/RS

 

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br