Procergs lança Edital para contratação de Fábrica de Software, terceirização em grande escala e por 4 anos. Este não é o caminho para a Procergs Pública!

0 134
image_pdfimage_print

 

 

Edital nº95 de 2017 – Contratação de prestação de serviços continuados sem dedicação exclusiva de mão de obra, de Desenvolvimento, Manutenção e Migração de Sistemas Informatizados em regime de FÁBRICA DE SOFTWARE, de Consultoria Técnica Especializada e Mentoring em Metodologia Ágil e em Design Thinking, de acordo com as quantidades, condições e especificações estabelecidas neste Edital e seus Anexos.

 

Colegas da Procergs,

 

Em Dezembro de 2017 chegou ao conhecimento da representação dos trabalhadores (CT/Sindppd/RS) o Edital 95/2017 que prevê a contratação de 30 mil pontos de função, podendo ser prorrogado por até 4 anos e prevê três vezes mas pontos de função que o último edital. Comparando com o edital anterior, que previa a contratação de 12 mil pontos de função, trabalhamos com duas hipóteses, a empresa realmente precisa de concurso público urgente para garantir a realização de toda a demanda que sabemos que não é pequena OU  a empresa/governo tem em mente a fragilização da empresa pública ao contratar esta quantidade de pontos de função. 

 

Estas licitações começaram no governo Rigotto, passou pelo governo Tarso onde a gestão informou que não poderia interromper o contrato, e agora uma gestão de um governo que está no final do mandato resolve fazer uma contratação para durar mais 4 ANOS. É de conhecimento público que o atual governo tem profunda convicção de extinguir empresas públicas, privatizar serviços etc, por isso nunca é demais refletir sobre os fatos que acontecem na nossa empresa e fora dela. 

 

Ainda em Dezembro, procuramos a Diretoria da Procergs, para buscar mais detalhes sobre o Edital com a preocupação do elevado número de 30 mil pontos de função a serem contratados. A empresa passou a posição de que não tem intenção de diminuir ou terceirizar os serviços da Procergs e este edital seria necessário para se garantir a administração operacional da empresa, pois ao não ter a liberação do governo para fazer concurso para novas contratações, aliado a saída de vários trabalhadores, estão com dificuldades no atendimento de várias demandas. 

 

Acesse o Edital na página da Procergs. http://www.procergs.rs.gov.br/upload/arquivos/201711/21095545-cop-95-2017.pdf

 

Defendemos que é imperativo que tenha sempre uma lista de trabalhadores que realizaram concurso público para serem chamados quando houver necessidade da empresa. Pois sabemos que seguidamente saem colegas por aposentadoria ou por conta de novas oportunidades de trabalho. É preciso exigir do governo novo Concurso Público já que a contratação de outra forma é sempre uma forma de TERCEIRIZAÇÃO DOS SERVIÇOS e com isso vem a precarização nos direitos dos trabalhadores terceirizados que tem menores salários e benefícios, pois a maior parte do contrato vai para o empresário, além de fragilizar a organização dos trabalhadores da Procergs. A FÁBRICA DE SOFTWARE EXTERNA É UMA MODALIDADE DE TERCEIRIZAÇÃO, só com outro nome, mas segue sendo terceirização.  Quem mais ganha com este tipo de contratação são os empresários privados, muitos deles parceiros dos governos privatistas.  Não dá para esquecer que um governo que está saindo deixar amarrado um contrato de QUATRO ANOS para obrigar o governo que chega a manter o contrato, no mínimo não é coerente.

 

A PROCERGS é uma empresa de governo, e é bom lembrar que a ausência de Concurso Público tanto na Procergs como em todo o Estado é parte do modelo do Governo Sartori. Nós sabemos muito bem a pretensão, e não podemos deixar de manifestar a posição dos trabalhadores da Procergs a respeito. 

 

Terceirização é precarização do trabalho. Alertamos também que não somos contra trabalhadores terceiros, mas entendemos que devem ter o direito de fazer concurso e ter os mesmos direitos. Para trabalho igual deve haver salário e direitos iguais.

 

Não à licitação por 4 anos para 30 mil pontos de função!

 

Exigimos Concurso Público JÁ na PROCERGS! 

 

 

 

 

CT/Sindppd-RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117
Guias de Contribuição - (0xx51) 3213-6105

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br