PROCERGS – Informe sobre a Campanha Salarial 2020/2021

0 106
image_pdfimage_print

 

Colegas da PROCERGS,

Em relação à negociação da Campanha Salarial 2020/2021, informamos que a empresa entregou proposta em 29/09 e, na última sexta-feira (16/10), enviou nova proposta de data de reunião, que será nesta terça-feira (20/10). Nesta reunião, pretendemos nos manifestar sobre a proposta apresentada e que já foi divulgada aos trabalhadores. A proposta da empresa não atende nenhum dos itens da nossa pauta de reivindicações e propõe várias retiradas de direitos, incluindo o fim dos anuênios e quinquênios (ATS).

Na semana passada, começaram a ocorrer reuniões dos setores de trabalho com os gestores da PROCERGS, em que foi passada a informação de que a situação econômica da empresa está muito difícil. Tão difícil que ameaça não dar as férias aos trabalhadores nos meses de Janeiro e Fevereiro para garantir verba aos gestores. Novamente, pregam terra arrasada e um terrorismo pra cima dos profissionais da empresa, que vêm segurando a barra do home office e dos serviços públicos informatizados.

A pressão faz parte da lógica de criar um cenário difícil para a campanha salarial.  É muito  comum os governos PRIVATISTAS usarem de pressão e retirada de direitos para poderem governar para os interesses privados. Para os empresários é sempre sim; já para os servidores e serviços públicos, é sempre um clima de ameaças aos direitos.

Tudo começou quando a lei não foi respeitada, tanto a CLT quanto o plano de cargos e salários. Uma direção no passado achou, por bem, parar com promoções por antiguidade. Quando um funcionário, para ver o seu direito, tem que abrir um processo, há um erro monumental de gestão e de avaliação. E a empresa, mesmo sabendo que estava ilegal e mesmo quando a Justiça começou a dar ganho de causa às ações, não quis fazer acordo com o sindicato para mitigar essas injustiças.

Não somos os RESPONSÁVEIS pelas ações trabalhistas, nas quais os trabalhadores cobram os seus direitos, que foram surrupiados por inúmeras gestões, tais como apagar com as promoções por antiguidade e tantas outras.  Foram os GESTORES, muitos deles que hoje estão em diretorias e gerências, que TOMARAM CONJUNTAMENTE decisões contra a LEI de cortar esses direitos dos trabalhadores. A PROCERGS é uma empresa fundamental para o Estado e suas entregas são incontestáveis. Os responsáveis precisam ser punidos, e não os trabalhadores que recuperaram parte dos seus direitos. Vamos resistir e denunciar esses atos como sempre fizemos.

Queremos o tratamento que merecemos! Uma empresa de TI são os seus trabalhadores, temos colegas que dedicaram mais de 30 ou 40 anos de trabalho de suas vidas para esta empresa. As gestões querem respeito, mas precisam, antes, respeitar os trabalhadores.

Dia 19 de Novembro, Dia do Profissional de TI. Trabalhador da PROCERGS, sabemos o teu valor! Nosso respeito e consideração a quem fez e faz a PROCERGS dia a dia, desde a sua fundação. Podemos ter dias de tempestade, mas o sol sempre volta a brilhar quando resistimos e lutamos pelo que construímos!

 

CT PROCERGS e Sindppd/RS, sempre nas lutas com você!

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br