PROCERGS: assembleia encaminha proposições para novo plano de cargos e de salários e espera que a direção da empresa avance em sua proposta

0 139
image_pdfimage_print

 

Cerca de 250 trabalhadores e trabalhadoras participaram da assembleia realizada na tarde de 3ª feira (15/03) para tratar da proposta de novo plano de cargos e de salários da PROCERGS. O debate entre os presentes foi bem rico, refletindo a preocupação dos colegas com a sua valorização laboral  e, principalmente, com o futuro da empresa pública de TI do estado do Rio Grande do Sul.

A assembleia aprovou, por ampla maioria (com somente uma abstenção), as seguintes propostas para alteração no novo plano apresentado pela empresa. As questões deliberadas pelos colegas serão levadas pelos quatro representantes dos trabalhadores que compõem a comissão paritária com a direção da empresa.

 

São as propostas aprovadas:

A) Diminuir o interstício da promoção Antiguidade, passando de 6 para 4 anos e com um número máximo de 8  promoções, a proposta da empresa prevê o limite de 6;

B) Retorno dos cargos em extinção cargos de TI com nível de escolaridade igual;

C) Comissão paritária para acompanhamento dos processos de promoção por mérito.

 

 

Comentários sobre as propostas:

A) O interstício proposto no PECS alonga demasiadamente o prazo para a promoção e, do ponto de vista de atratividade, esse prazo longo pode ser um desmotivador aos atuais e futuros candidatos a ingresso na empresa. Nos planos anteriores e nas decisões judiciais considerou-se o prazo de 4 anos, que é um tempo razoável como prazo. Também o fato de o novo plano ter 24 níveis e o limitador de 6 propicia 1/4 de caminhada. Nesse meio tempo, poderão ocorrer promoções por mérito, mas essas promoções têm caráter variável, não permitindo que se vislumbre uma regularidade no caminhar ao longo da carreira.

A proposta DE ANTIGUIDADE A CADA 4 ANOS COM O LIMITADOR DE 8 PROMOÇÕES GARANTE ao trabalhador uma possibilidade mínima de progressão na carreira e é mais atraente a atuais e futuros servidores. Cabe à gestão observar e conduzir todos ao desempenho de obtenção de promoções por mérito, e contemplar os que façam jus a essa promoção.

B) Retorno dos cargos em extinção para TI com nível de escolaridade igual:
Este estudo está sendo avaliado pelo departamento jurídico do sindicato frente às justificativas de PGE e GAE, que inúmeras vezes já se equivocaram em nossas negociações.

C) Comissão paritária para acompanhamento dos processos de promoção por mérito:
Manter os critérios de promoções por mérito por meio de instruções de serviço colocam extrema insegurança ao plano, pois ficam todos esses critérios a cargo das gestões, e quando construídos de forma unilateral podem não corresponder ao que é importante para a avaliação do corpo funcional. Faz-se necessário que se instrumentalize de forma segura e estável, um item tão importante para os trabalhadores.

 

 

Sindppd/RS

 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br