PROCERGS – Ainda sobre o Novo Plano de Cargos, mais uma vez sem nenhuma contribuição dos trabalhadores

0 221
image_pdfimage_print

 

Após quase uma semana da resposta negativa da direção da PROCERGS a todas as sugestões mínimas feitas pelos trabalhadores em assembleia, e que foram encaminhadas pelos representantes dos funcionários na Comissão Paritária (composta pelos representantes da empresa e dos trabalhadores), é importante retomar a reflexão do seu significado.

A decisão imposta pela empresa terá importantes impactos no futuro das carreiras, mas para dourar a pílula, como todo ardil, deve apresentar uma vantagem para seduzir os que estão divididos na hora da decisão de ficar ou mudar de plano.

É claro que descolar a Promoção por Antiguidade da por Mérito é vantagem para os trabalhadores, mas esperar 6 longos anos para ter uma promoção por antiguidade é muito ruim. É claro que melhorar a verba para promoções é interessante, mas é preciso entender que vai depender, como sempre, da subjetividade na hora da escolha dos agraciados.


É claro, também, que esse plano novo não resolve porque:

– O piso não é atraente para o mercado;

– A grande quantidade de funcionários nos 3 níveis iniciais levará muito tempo para desfrutar dessas “melhorias”;

– A empresa continuará perdendo talentos;

– O concurso teve, em número de inscritos, a resposta da relevância que a Força de Trabalho em TI dá aos nossos “polpudos salários” e ao nosso “Acordo Coletivo inchado de benefícios aos trabalhadores acomodados e velhos”. Este trecho contém ironia.
 
– Certamente, os beneficiados de sempre estão vibrando, pois agora poderão ganhar Mérito e Antiguidade no mesmo ano. Pobre visão egoísta, que não percebe que uma empresa se faz com o conjunto dos trabalhadores. Só o trabalho e a distribuição coletiva dos benefícios pode fazer uma empresa forte e com capacidade técnica.

 

 

Só nos resta, como trabalhadores que sabemos da importância da PROCERGS Pública, continuar a luta em defesa da qualidade desta empresa, para que não afunde de vez, mesmo com os “números maravilhosos” apresentados por quem tem poder de mando.

Teremos que nos organizar com muita força para buscar, via negociação salarial, a reposição de nossos salários e benefícios com a inflação altíssima que se apresenta, atualmente acima de 10%. Trabalhador que vive somente de seu salário e que não faz parte da “CORTE”, se prepare!

 

CT PROCERGS e Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br