PLR: direção do SERPRO demonstra, mais uma vez, sua incapacidade de negociar e quer jogar a responsabilidade para os trabalhadores

0 145
image_pdfimage_print

 

Com o objetivo​,  novamente, de impor sua vontade, a direção do SERPRO enviou, hoje (23/03), uma carta aberta com a intenção clara de dividir a categoria e colocá-la contra as suas representações em benefício da empresa. O SERPRO quer fazer valer suas regras e obrigar as representações sindicais e o conjunto dos trabalhadores a acatá-las. No entanto, a direção da empresa esqueceu de informar que é a responsável por romper as negociações de forma unilateral.

A maioria dos trabalhadores e trabalhadoras nos estados já REJEITOU a proposta de PLR,  o que a empresa não aceita. Em seu comunicado, a direção ​chega a ​criticar​ o Pacto Federativo, assunto que não lhe diz respeito, pois quem decide a forma de se organizar são os trabalhadores e não a direção da empresa.

Na carta, a direção do SERPRO também afirma não concordar com a proposta linear para todos, aprovada e defendida pela maioria das assembleias dos trabalhadores, argumentando, entre outras coisas, que reduzirá o valor da PLR paga aos empregados e privilegiará, conforme a empresa, uma parcela menor de funcionários. É mais uma cortina de fumaça e desinformação usada pela direção do SERPRO para desviar a nossa atenção, pois ​apesar da defesa histórica que os trabalhadores têm feito em relação à distribuição linear, os últimos dois acordos de PLR foram fechados com base em um percentual linear​, sendo que a parcela maior, correspondente a 80%, foi dividid​a proporcionalmente aos salários.

A questão de fundo é que a direção da empresa ​quer impo​r um modelo de distribuição de PLR quando isso deveria ser negociado. Na falta de um entendimento, o SERPRO ameaça com o não pagamento, jogando a responsabilidade para as representações dos trabalhadores. Ressalte-se que sem o pagamento da PLR, os diretores da empresa não irão receber a RVA, e isso os deixa muito preocupados.

É bom lembrar que o SERPRO é uma empresa PÚBLICA e, portanto, seu objetivo principal é prestar serviços e desenvolver produtos de TI para os governos e órgãos que atendem a população brasileira, e não ​visar somente o LUCRO EMPRESARIAL. ​Vale destacar ​​que uma parte desse “lucro” que ​a empresa teve está diretamente relacionado à diminuição de vários direitos e ao não pagamento do INPC integral desde 2016.  Na verdade, o pagamento da PLR é a devolução de um valor que é devido a todos nós por direito.

A direção do SERPRO precisa retomar as negociações já, em  respeito aos trabalhadores e à sua função enquanto empresa pública. A negociação coletiva é um direito assegurado na Constituição Federal, bem como em legislações infraconstitucionais! Assim, se a PLR está em risco,  a responsabilidade é exclusivamente da direção do SERPRO, pois desde o final de 2021 a empresa se nega a negociar com a Representação dos Trabalhadores e insiste  em passar por cima da vontade da maioria da categoria.

Na manhã de hoje,  a FENADADOS e os representantes dos trabalhadores da Coordenação Nacional de Negociação Coletiva encaminharam, mais uma vez, Notificação Extrajudicial ao SERPRO.


Veja AQUI a Notificação

Leia AQUI a nota anterior sobre a PLR

Cabe lembrar que por várias vezes solicitamos por ofício ao SERPRO a marcação de mesa de negociação.

 

Sindppd/RS e Sindpd/SC, FENADADOS e sindicatos filiados

 

Tagged with: , , ,
sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br