Plebiscito busca defender o que é nosso

0 35
image_pdfimage_print

O país com o maior PIB da América Latina se prepara para o Plebiscito da ALCA que acontece durante a Semana da Pátria. No Estado são 20 regionais que expõem para a população o teor da Área já pensada pelos Estados Unidos antes dos anos 90. Seminários e palestras trataram sobre a ALCA em cidades de até 2 mil habitantes.

Os membros do Comitê Estadual contra a ALCA convocam agentes para o plebiscito. “É simples. Bastam as cédulas, as listas para assinaturas e um local para a votação”, encorajou o membro do Comitê Estadual contra a ALCA e presidente da Federação dos Metalúrgicos, Milton Viário. “Todos podem contribuir.” Viário destacou que não há país melhor do que o Brasil para impulsionar os demais países latino-americanos a lutarem a favor dos direitos que a população ainda possui. A tendência da ALCA no Brasil, se o acordo for firmado e os direitos trabalhistas suprimidos, é a adoção de um modelo semelhante ao Nafta implantado no México. “A duração das férias dos mexicanos é determinada pelo número de anos que o trabalhador está na empresa. Com um ano de serviço são sete dias de férias. Estando empregado de 5 a 9 anos, o empregado pode permanecer 16 dias descansando”. Os interessados em participar do Plebiscito podem entrar em contato com o comitê da região ou com a Federação dos Metalúrgicos pelo telefone: (51) 3228 4877.

No dia 17 de setembro em Brasília, será entregue o resultado do Plebiscito ao Congresso Nacional, ao Supremo Tribunal de Justiça, ao Ministério da Fazenda e ao das Relações Exteriores. No dia seguinte, 18, representantes de todos os estados realizam um grande ato público na capital federal.

Fonte: Imprensa Sindppd

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br