170927assembleia_procempa_DESTAQUE

Mais uma vez, suspensas as negociações da Campanha Salarial da Procempa

0 146
image_pdfimage_print

 

A assessoria jurídica da PROCEMPA comunicou ao Sindppd/RS, nessa quinta-feira (5/10), a suspensão da negociação do Acordo Coletivo 2017/2018. Segundo a mensagem, o motivo é o Decreto nº 19.842/2017 assinado pelo prefeito Marchezan Jr. no início da semana, em 2 de Outubro, e publicado no Diário Oficial em 3 de Outubro.

 

O decreto subordina todas as negociações de acordos e convenções coletivas do município de Porto Alegre a um comitê de gestão (CGDEP) vinculado ao Gabinete do Prefeito (GP), entre outras medidas. CLIQUE AQUI para ver o decreto

 

 

Abaixo, divulgamos a mensagem enviada pela assessoria jurídica da PROCEMPA:

Prezados;

Informamos que em virtude do Decreto Municipal nº 19.842/2017, publicado em 03 de outubro de 2017, as reuniões para negociação do Acordo Coletivo estão suspensas.

Desta forma, enviaremos as propostas apontadas pelo Sindppd/RS no último encontro, bem como a proposta da  Procempa ao Comitê para Gestão de Despesas (CGDEP), onde, após manifestação do referido Comitê nos termos do decreto supra citado, poderemos dar retorno ao Sindicato a respeito do Acordo Coletivo 2017/2018.

 

 

Esta medida tomada pela direção da PROCEMPA  é um total desrespeito para com seus trabalhadores. Afinal, a data-base da categoria é 1º de Maio e, desde então, não teve negociação real da pauta de reivindicações. A desculpa usada no início da campanha salarial foi a de que a gestão estava readequando os cargos de chefias. Agora, é este decreto municipal.

Ao suspender as negociações, a direção da PROCEMPA e o Governo Marchezan Jr. estão descumprindo o compromisso firmado na mediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) em 23 de Agosto, de retomar as negociações em meados de Setembro.

Os trabalhadores da PROCEMPA repudiam essa postura da direção da empresa. Não aceitaremos essa falta de respeito conosco. Na semana que vem, faremos uma ASSEMBLEIA DOS TRABALHADORES para tratar dessa situação e da Campanha Salarial. Avisaremos a todos e todas quando tivermos marcado o dia.

Fiquem atentos, colegas. E participem!

 

 

Governo Marchezan quer retirar direitos dos trabalhadores

Na verdade, tudo isso é um jogo para não dar reajuste e retirar direitos dos trabalhadores. Desde o início da campanha salarial a PROCEMPA, seguindo orientação do prefeito Marchezan Jr., negou a reposição salarial e dos benefícios, além de rejeitar todos os demais pedidos dos trabalhadores. A direção da empresa ainda aplicou medidas unilaterais, passando por cima do Acordo Coletivo vigente.

Os municipários de Porto Alegre (organizados no SIMPA) entraram em greve nessa quinta-feira (5/10) contra os desmandos do prefeito Marchezan Jr., que também não quer repor as perdas e pretende mexer no plano de carreira da categoria, retirando direitos. A data-base dos municipários é a mesma que a nossa: 1º de Maio.

E os ataques são gerais. Nossos colegas da PROCERGS (empresa de TI do Estado do RS) entraram em greve por tempo indeterminado nessa terça-feira (3/10) porque o Governo Sartori não quer pagar a METADE do INPC (inflação) que ficou devendo da campanha salarial do ano passado! E lá, a proposta do governo é também de mexer no Acordo Coletivo (ACT) a fim de retirar direitos conquistados com muita luta dos colegas.

Para compensar as perdas com a crise financeira, os governos aumentam impostos e querem apertar e arrochar os trabalhadores do setor público. Mais uma vez, são os trabalhadores tendo que pagar por uma crise que não criaram e em que apenas nós perdemos, já que as grandes empresas prosseguem com seus lucros e recebendo isenções e benefícios fiscais dos governos e, os bancos, só acumulando dinheiro.

 

A saída para os trabalhadores é nos unirmos e irmos à luta, colegas da PROCEMPA, pois os ataques são contra todos nós, trabalhadores.

 

À luta!

 
Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117
Guias de Contribuição - (0xx51) 3213-6105

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br