Direção do Serpro burla RARH

0 35
image_pdfimage_print

Os trabalhadores do Serpro foram surpreendidos com abertura de novo concurso para o cargo de Analistas Classe 3, numa manobra da empresa que visa burlar o RARH atual. Recentemente entraram por meio de concurso público cerca de 1 mil trabalhadores, todos como Classe 1. Esta medida da empresa é um desrespeito a todo o corpo funcional, à antigos e novos trabalhores do Serpro. O Sindppd-RS e a OLT estão atuando no sentido de reverter esta situação.

Plano de Cargos: Quem não quer negociar?

Há mais de três anos, por solicitação e pressão dos trabalhadores, iniciaram-se as discussões com a Empresa sobre a construção de um novo plano de cargos dentro do Serpro. O atual plano (RARH) está esgotado, pois são mais de quinze anos de existência com alguns remendos, por conta das antigas direções do Serpro. A reivindicação era por um plano que propiciasse crescimento e valorização funcional, e também a constituição de um cargo único, a exemplo de outras empresas, para que o Serpro estancase as ações trabalhistas e reconhecesse o crescimento funcional do seu corpo técnico.
Foi montada uma comissão paritária com representações da empresa e dos trabalhadores indicados em uma reunião nacional de sindicatos. Como isso aconteceu logo no ínicio desta gestão da empresa (governo Lula), a maioria dos indicados pelos sindicatos tinha expectativa de que, de forma conjunta, empresa e empregados iriam construir um grande plano de carreira. Mas a empresa se aproveitou deste sentimento para impor sua proposta. Contratou uma consultoria, que apresentou um pacote pronto. Ficou claro, a partir daí, que não haveria espaço para negociação, pois a direção do Serpro já tinha sua proposta de novo plano e só queria o aval da reprentação sindical e do conjunto dos trabalhadores. O pior é que estas informações só chegaram ao conjunto dos funcionários quando a situação estava insustentável, pois a comissão, com o aval da representação dos trabalhadores, não deu publicidade ao que estava acontecendo.

A empresa viajou pelo Brasil inteiro no ano passado para apresentar o plano, ouviu várias críticas dos trabalhadores, mas nada fez para mudar a proposta. Ao ver que não havia como negociar, a forma de pressão tirada da maioria das bases e sindicatos foi sair desse processo e pressionar por fora, para termos um plano de cargos que beneficie a todos com possibilidade de ascensão funcional, avaliação condizente com as funções desempenhadas por cada um e significativo avanço nos iniciais dos cargos para valorizar os novos colegas que entraram na empresa. Até agora não houve negociação, por isso, só nós, trabalhadores mobilizados, podemos mudar essa história.

Chega de remendos que não beneficiam a todos e não garantem evolução funcional!
Queremos um verdadeiro plano de carreira!

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br