Capa Site Materia Corona

Defender os direitos dos trabalhadores contra a pandemia. Home Office geral!

1 319
image_pdfimage_print

 

Home office sem redução de salário e nem perda de direitos. Parar para salvar a vida!

 

A análise de especialistas em infectologia de várias partes do mundo aponta que a curva de contágio no Brasil já é maior ou igual à curva de contágio na Itália, como publicado pela coluna de Eduardo Pierre, dias atrás, no G1 Rio. Observatório com físicos da USP, Unicamp, Unesp, UnB, UFABC, Berkley (EUA) e Oldenburg (Alemanha) mostra que número de infectados, considerando dados de quinta-feira (19/3), vem dobrando a cada 54 horas.

 

curvacontagio

 

 

Sabemos que não é simples, em meio à enxurrada de informações, conseguir enxergar o problema que se aproxima, mas é preciso respeitar as análises científicas. E a recomendação é frear a curva de contágio para achatar a curva antes do colapso do sistema de saúde.

 

delayepidemicpeak

 

 

Está circulando nas redes sociais, notícia do El País de 27 de fevereiro, quando a Itália chegou a 650 contágios confirmados e 17 mortes. As medidas de reclusão ficaram em polêmica, e o governo central enviou uma mensagem de calma. Políticos de diferentes estados divergiram sobre as medidas de contenção. Hoje, um mês depois, está com 80 mil contágios e 8.500 mortos, com uma velocidade de quase mil mortes por dia, e um estado de calamidade pública sem proporções, sistema de saúde esgotado e nem lugar para enterrar os corpos tem mais. Agora, está em quarentena geral para tentar deter o vírus, tardiamente, e enfrenta greve de trabalhadores nas empresas que não quiseram parar. Economia se recupera depois, mas as vidas perdidas não. O prefeito de Milão, Giuseppe Sala, reconheceu, nesta quinta-feira (26/3), que errou ao apoiar a campanha “Milão não para“, que, lançada há exatamente um mês, estimulou os moradores da cidade a continuar as atividades econômicas e sociais, mesmo com a pandemia do novo coronavírus

 

 

Uma tabela simples, que mostra a evolução diária de mortes em Brasil, Espanha e Itália, compara bem a situação. Veja:

90884827_3709594342447352_2122102336900825088_n

 

 

91148993_519149712368050_8036609338166476800_n 91435496_220198615746052_5021245252141318144_n

 

 

 

A prefeitura de Porto Alegre e o Governo do RS estão incentivando que todos que puderem fiquem em casa. Quando realmente os cidadãos da capital começaram a entrar em quarentena, a curva já foi levemente achatada. Mesmo assim, acabamos de chegar aos 100 casos confirmados, sem contar os não testados. Veja o gráfico da SMS:

WhatsApp Image 2020-03-26 at 18.18.13

É preciso que cada um de nós façamos a nossa parte. Todas as vidas importam. 85% dos ÓBITOS são de pessoas acima de 60 anos, os outros 15% são de pessoas abaixo de 60 anos. Portanto, pessoas que não estão no grupo de risco também podem perder a vida, e mesmo que não venham a óbito, ao ir trabalhar normalmente estão acentuando a curva de contágio, expondo a si, aos outros e a sua família.

Portanto, o Sindppd/RS faz um apelo às empresas e aos trabalhadores. Adotemos TODOS os Home-Office ou a licença remunerada sem descontar direitos ou benefícios dos trabalhadores. Também orientamos os trabalhadores que o sindicato não irá negociar acordo direto com cada empresa. Para tanto, é necessário procurar o SEPRORGS. No entanto, sigam em contato com o sindicato para contar a situação nas empresas em que trabalhar e para denunciar irregularidades.

Os trabalhadores são a parte mais frágil das relações de trabalho, sem pararem de receber, as contas vêm da mesma maneira. É preciso defender perante o governo renda básica para quem está sem trabalho ou até autônomo ou micro empresário para segurar os empregos. Vários países do mundo já adotaram estas medidas e inclusive suspenderam pagamentos de luz, água e aluguel.

 

 

Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

1 comentário

  1. Funcionário TI 5 abril, 2020 - 0:11 à 0:11

    E os custos do trabalhador durante o home office???? Não vão negociar nada?????? Vamos levar tudo nas costas?

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br