Capa Site FOTO DATAPREV FACHADA

DATAPREV ganha destaque na mídia internacional e nacional pela atuação no programa do auxílio-emergencial

1 298
image_pdfimage_print

A Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev), mesmo vivendo um processo de desmonte e a ameaça de privatização pelo governo federal, comprovou para todos os brasileiros a sua eficiência e recebeu notoriedade de diversos portais de mídia, nacionais e internacionais, pelo excelente e ágil trabalho de sistematização e informatização dos dados dos brasileiros que estariam aptos a receber o auxílio-emergencial aprovado no congresso nacional e depois pelo governo federal. Importante ressaltar que este programa foi feito em conjunto com a Caixa Econômica Federal, outra estatal que o governo vem desmontando.

O site de notícias Forbes internacional publicou matéria na qual afirma a importância do trabalho: “Espera-se que 54 milhões de pessoas recebam os pagamentos emergenciais de 600 reais (US $ 117) até junho. Por um programa do governo os cidadãos podem se registrar para receber o dinheiro de emergência por meio de um site ou aplicativo. As informações são então verificadas em um banco de dados mantido pela Dataprev, empresa estatal de tecnologia responsável pelo sistema nacional de assistência social”.

A Dataprev está identificando automaticamente quem entre os que estão no CadÚnico têm direito ao auxílio. “O Cadastro Único tem 75 milhões de inscritos. A lei estabeleceu como critério que o auxílio emergencial seria pago apenas às famílias com renda familiar de até 3 salários mínimos. Por isso, foi necessário cruzar essa base com os dados do INSS, da Receita e da Secretaria de Trabalho. Já foram localizados 5.7 milhões de beneficiários”, disse matéria no portal Valor Investe da Globo.

Além dos trabalhadores informais, o benefício será pago a cerca de 20 milhões de MEI e 22 milhões de beneficiários do Bolsa Família. Os dados, após analisados e processados pelo Dataprev, passam pelo crivo do Ministério da Cidadania, onde homologa e retorna à Dataprev, que sinaliza a Caixa para realizar o pagamento.

A DATAPREV é uma das empresas públicas mais atacadas pelo governo Bolsonaro. Em janeiro de 2020 foi incluída no Programa Nacional de Desestatizações (PND), quando se iniciou um processo de desmantelamento da empresa, com o fechamento de 20 regionais, demissão em massa de 500 trabalhadores (com opção de PDV – Programa de Demissão Voluntária), que resultou num longa e histórica greve da categoria e conseguiu conter as demissões e a destruição e privatização da empresa. O Governo Federal, por meio do Secretário Salim Mattar, se utilizou de mentiras para falar mal da empresa na mídia, entre elas “empresa estatal não funciona bem”, “servidores de Serpro e Dataprev vazam dados da população”, entre outros impropérios.

A defesa da Dataprev, do Serpro e de todas as empresas públicas é decisiva para a soberania do país. Não ao desmonte e à privatização!

 

Alguns links que explicam a notoriedade da empresa na agilidade do sistema:

FORBES (inglês, disponível tradução) / FORBES (Brasil) / ESTADÃO / VALOR INVESTE /  G1 / Globo News / Folha de S. Paulo / Zero Hora / Convergência Digital / VEJA /  R7 / UOL / Diário de Pernambuco / Agência Pública

 

Brasília (DF), 06/01/2020. Fachada do Dataprev. Foto: Jacqueline Lisboa/Esp. Metrópoles

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

1 comentário

  1. Claudete Marques Dutra 4 maio, 2020 - 13:31 à 13:31

    Boa tarde.
    Sobre o auxílio emergencial estou em análise desde de o dia 07 de março. Preencho todos os requisitos e trabalhava como diarista todos os dias agora não tenho trabalho e tenho uma filha adolescente sou mãe chefe de família. Preciso muito desse auxílio. Conheço gente que nunca trabalhou tem Marido dentista com clínica bem estabilizada e está recebendo o auxílio. Por favor me ajudem. Como faço pra receber essa ajuda. Cada dia piora mais minha situação

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br