170801assembleia_serpro_DESTAQUE

Campanha Salarial: trabalhadores do Serpro não abrem mãos de seus direitos!

0 206
image_pdfimage_print

 

Em assembleia, trabalhadores do SERPRO da Regional Porto Alegre e PSEs da Receita Federal destacaram os itens mais importantes da pauta de reivindicações, os quais querem negociar avanços com a empresa. Também aprovaram realizar uma manifestação simbólica de ALERTA durante a próxima mesa de negociação.

 

Foi deliberado, ainda, que não serão aceitas as alterações no Acordo Coletivo propostas pelo SERPRO, as quais retiram direitos garantidos atualmente. Não aceitaremos perda de direitos! Não aceitaremos tratamento desigual, pois enquanto uma parte ganha, os trabalhadores só perdem! Especialmente, vindo de um governo federal que destrói conquistas, está atolado em corrupção e busca se manter doando dinheiro público para a grande maioria de corruptos deputados federais. O ALERTA é para mostrarmos que queremos reposição nos salários e benefícios e NENHUM DIREITO A MENOS!

Não desistiremos. À luta, colegas do SERPRO!

 

 

170801assembleia_serpro_1170801assembleia_serpro_2

 

170801assembleia_serpro_3170801assembleia_serpro_4

 

 

O Sindppd/RS iniciou a assembleia repassando informes sobre a mesa de negociação que ocorreu com a direção do SERPRO nos dias 24 e 26 de Julho em Brasília. A diretora Vera Guasso, que esteve presente, relatou que a empresa não apresentou NENHUMA proposta para os índices econômicos e propôs alterações no ACT (Acordo Coletivo) que, na prática, significam retiradas de direitos.

 
Os trabalhadores REJEITARAM as alterações do SERPRO. São elas:

40ª – Exames periódicos. Manter nas atuais condições do ACT
51ª – Folha de pagamento. Não à alteração da cláusula do pagamento dos salários. Manter como é hoje no ACT
55ª – Horário noturno. Manter das 20h às 6h
56ª – Adicional de horas extras – Não à redução do percentual
57ª – Adicional noturno – Não à redução do percentual
61ª – Licença Prêmio – Manter o direito à conversão em pecúnia

 

 

Além dessas alterações no ACT, a direção do SERPRO e o governo federal já querem adotar dois itens da Reforma Trabalhista – antes mesmo que a reforma comece a vigorar por lei, o que deve ocorrer em Novembro deste ano. Esses itens novos por parte da empresa também foram REJEITADOS na assembleia. São eles:

– Jornada ininterrupta 12h por 36h
– Criação de banco de horas

 

 

A direção do SERPRO sustenta que todas essas medidas são para reduzir os custos da empresa, a fim de evitar demissões ou outras decisões mais drásticas. No entanto, em relação aos R$ 220 milhões referente às dívidas dos clientes, o SERPRO disse na mesa que NÃO CONSEGUIRÁ COBRAR. Por que? Não sabemos. Isso que a empresa pagou, inclusive, os impostos cobrados por esses serviços. O SERPRO também JÁ DEFINIU PELA INCORPORAÇÃO  DAS GFCs, MAS NÃO FEZ O MESMO EM RELAÇÃO ÀS FCTs E NEM ÀS FCAs.

Ou seja, querem deixar para o TRABALHADOR pagar a conta!

 

 

 

ASSEMBLEIA APROVA CONTRAPROPOSTA AO SERPRO

Os trabalhadores da Regional Porto Alegre destacaram os itens mais importantes da pauta de reivindicações, que para eles devem ser priorizados pela comissão de negociação dos sindicatos da FNI e da FENADADOS. São eles:

 

– Reposição da inflação nos salários e nos benefícios (nossa perda está estimada em 4%) – cláusula 50ª

– Nenhuma redução de direitos!

– Garantia de emprego! (cláusula 15ª)

– Não praticar a TERCEIRIZAÇÃO (cláusula 17ª)

– Não alterar a data da folha de pagamento

– Manter o direito à conversão em pecúnia da licença prêmio

– Não alterar os valores da HORA EXTRA

– Reconhecimento do atestado médico (para que não ocorra interrupção do direito ao anuênio devido ao afastamento para tratamento de saúde com limite de prazo) – cláusula 10ª

– Retorno Transporte para o RJ (cláusula 24ª)

–  Programa de Alimentação do Trabalhador/ PAT (reposição, 30 tíquetes, participação do trabalhador em R$ 1,00, tíquete extra em Dezembro conforme pauta de reivindicações) – cláusula 62ª

– Auxílio creche escolar até o final do ensino médio, com recomposição dos valores conforme a pauta de reivindicações (cláusula 63ª)

– Auxílio a filho portador de necessidades especiais, com reajuste e condições conforme pauta de reivindicações (cláusula 64ª)

– Transmissão da mesa de negociação para os trabalhadores de todo o país

 

Os trabalhadores gaúchos aprovaram ainda o indicativo de uma manifestação simbólica antes da próxima mesa de negociação, que está prevista para ocorrer em 11 de Agosto. A ideia é que essa proposta seja levada para apreciação das demais assembleias nos estados, a fim de que se torne uma MOBILIZAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES DO SERPRO.

 

 

 

REUNIÃO SOBRE O PLANO DE SAÚDE

Na assembleia, foram eleitos trabalhadores que participarão da reunião com a representação nacional do SERPRO em 8 de Agosto na Regional. São eles: Fabricio Rorato e Lucio Iglesias, além das diretoras do sindicato Vera Guasso, Mara Souza e Hilda Dobal.

 

À luta, colegas do SERPRO!

 

 

Sindppd/RS

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117
Guias de Contribuição - (0xx51) 3213-6105

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br