210308assembleia_greve procergs_fim da GREVE

Após 50 dias do início da greve, assembleia aceita proposta sobre dias parados e encerra paralisação da PROCERGS

0 773
image_pdfimage_print

 

Trabalhadores da PROCERGS realizaram a maior GREVE de sua história estando em trabalho remoto. Organização e luta mantêm boa parte dos direitos. Vitória da luta corajosa e firme dos trabalhadores! Prossegue a luta em defesa da PROCERGS pública!

 

Após 32 dias úteis de GREVE e há 50 dias desde o início da paralisação, os trabalhadores da PROCERGS aprovaram, por maioria, a proposta apresentada pela empresa com ajustes propostos pela mediação do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) para os dias parados. A assembleia foi realizada na manhã desta 2ª feira (8/03) e contou com a participação de cerca de 330 trabalhadores pelo Google Meet e pelo canal do Youtube.

Os funcionários da PROCERGS estavam em GREVE desde 18 de Janeiro contra a retirada do Adicional por Tempo de Serviço (ATS – anuênio e quinquênio), por reposição da inflação nos salários e nos benefícios e para manter os direitos do Acordo Coletivo (ACT). Foi uma GREVE muito dura devido à intransigência da direção da empresa e do governo estadual, que queriam retirar importantes direitos do Acordo Coletivo.

A determinação e a firmeza dos trabalhadores grevistas foram fundamentais para conseguir os avanços obtidos com a ajuda da mediação no TRT. Os grevistas aguentaram mais de um mês de paralisação e não cederam aos ataques da direção da PROCERGS, que cortou os vale-alimentação durante a greve e também o pagamento dos salários. Mas os trabalhadores, de forma corajosa e decidida, passaram por cima de todos esses abusos.

 

As conquistas da GREVE:

# ATS valerá até Dezembro de 2021. Adicionais que os funcionários já recebem serão incorporados como uma rubrica à parte, mas terão que ser reajustados junto com os salários;

# Percentual de 1% no Plano de Cargos da empresa, dobrando o percentual, que hoje é de 0,5%. Este percentual deverá vigorar até Dezembro de 2021 ou até o final de 2022 caso não entre em vigor o novo plano em estudo por parte da empresa;

# Reajuste Salarial: os reajustes dos salários devidos de 2019 serão pagos de forma retroativa à Janeiro de 2021. O INPC devido nos salários de Julho de 2020 entrarão nos salários de Julho de 2021;

# Vigência do ACT (Acordo Coletivo) por 6 meses;

# ACT (Acordo Coletivo) de Julho/2021 ficou fechado nesta negociação. Só voltaremos a negociar com a empresa em Junho de 2022 (ACT por dois anos, de 2020 a 2022). O INPC deste acordo será pago em Julho de 2022;

# Todas as cláusulas que não foram objeto de negociação serão mantidas nos ACTs de 2020  e 2021.

 

 

DIAS PARADOS: DIREÇÃO DA PROCERGS QUERIA PUNIR TRABALHADORES GREVISTAS

Acertado o acordo em relação aos itens acima relacionados ao ACT, a GREVE ainda se arrastou por quase uma semana porque a direção da PROCERGS e o governo estadual queriam punir os grevistas de todo jeito. Alheios  à legislação e às orientações do próprio TRT, empresa e governo exigiam que fossem descontados em dinheiro todos os dias da GREVE, incluindo os finais de semana e feriados. Mas eles não contavam com uma liminar que o sindicato conquistou na noite de quinta-feira (4/03), que garantia o pagamento dos salários até que finalizasse a mediação e fosse negociado como ficariam estes dias de GREVE.

Os trabalhadores em GREVE, com a liminar na mão, resistiram e não aceitaram esta imposição. A última mediação, que aconteceu na 6ª feira (5/03), encaminhou a seguinte proposta sobre os dias parados: 15 dias seriam descontados em 12 (doze) parcelas mensais e consecutivas a partir da folha de pagamento de Março de 2021, sem repercussões em 13º e férias. A outra metade dos dias seria abonada pela empresa.

Esta proposta foi colocada em votação na assembleia de hoje, sendo aprovada pela ampla maioria dos presentes:

1) Resultado da votação da proposta sobre os dias parados

264 aprovaram proposta apresentada pela empresa na mediação
16 rejeitaram proposta
1 abstenções
Total de votantes:  281

 

 

TRABALHADORES APROVAM CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL PARA FORTALECER SINDICATO

A segunda votação da assembleia desta 2ª feira (8/03) tratou da contribuição assistencial, valor cobrado no fim das campanhas salariais da categoria para ajudar a pagar os custos do Sindppd/RS. A assembleia propôs, aos trabalhadores, duas propostas: A) 3% do salário nominal, a ser descontado em duas parcelas (folhas de Março e de Abril/2021); B) 2% do salário nominal em duas parcelas (folhas de Março e de Abril/2021), ambas com direito à oposição no caso de quem não queira contribuir.

2) Resultado da votação sobre a contribuição assistencial:

Proposta A: 242 votantes
Proposta B: 23 votantes
Total de votantes:  265

A CT e o sindicato fizeram um forte chamado dos trabalhadores à SINDICALIZAÇÃO, que já rendeu 8 propostas que chegaram ao sindicato. A contribuição assistencial e a mensalidade dos sindicalizados são as ÚNICAS fontes de arrecadação do Sindppd/RS. São os TRABALHADORES sindicalizados que sustentam o sindicato, permitindo que continue em ativa e em funcionamento na defesa dos direitos e por avanços.

Entre em contato com a CT PROCERGS e o sindicato para se filiar ao Sindppd/RS.

 

 

RETORNO AO TRABALHO SERÁ A PARTIR DAS 0h DE 9/03

Os trabalhadores também votaram coletivamente o retorno ao trabalho.  Por maioria, os trabalhadores deliberaram por voltar às 0h desta 3ª feira (9/03).

3) Resultado da votação sobre retorno ao trabalho:
172 votaram pelo retorno a partir das 0h de 9/03/21
95 votaram pelo retorno a partir das 14h de 8/03/21
Total de votantes: 267
 

 

 

JUSTIÇA DO TRABALHO DÁ PRAZO ATÉ 10/03 PARA QUE PROCERGS PAGUE OS DESCONTOS SALARIAIS DOS GREVISTAS

A Justiça do Trabalho acatou pedido da direção da PROCERGS de estender o prazo do pagamento dos salários dos grevistas para até esta 4ª feira (10/03). Desta forma, a multa por descumprimento da decisão incidirá a partir desta nova data.

Conforme despacho da Justiça, a empresa argumentou que o prazo anterior, 5 de Março,  coincidia com a data do pagamento, precisando de mais tempo para adequar a folha.

 

COLEGAS DA PROCERGS: nossa luta em defesa dos nossos direitos e da PROCERGS pública não encerra com o fim da GREVE. Ainda teremos muitas peleias pela frente, portanto nossa união e mobilização são muito importantes. Precisamos seguir firmes e juntos para permanecermos FORTES!

 

À luta!

 
Sindppd/RS

 

Tagged with: , , ,
sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br