Capa Site Materia Corona

5ª NOTA PÚBLICA frente à pandemia do Coronavírus: denuncie redução de salário ou corte na ajuda alimentação ao Sindppd/RS!

3 575
image_pdfimage_print

 

Colegas da TI,

recebemos denúncias de trabalhadores que empresas de TI estão, de FORMA UNILATERAL, reduzindo salários e suspendendo o pagamento da ajuda alimentação de R$ 22,00 prevista na Convenção Coletiva (CCT). Empresas estariam, ainda, exigindo que os trabalhadores assinem aditivos à Convenção, de forma individual.

Isso tudo após a publicação da MP 936 (Medida Provisória) pelo governo federal, em 1º de Abril. O que, INFELIZMENTE, está previsto nesta medida provisória do Governo Bolsonaro é tão somente a possibilidade de redução de jornada e de salário, mas não pode ser de qualquer jeito e ao bel prazer das empresas. Não está previsto corte de benefícios, como a ajuda alimentação, ou de outros mais. Isso só pode ser feito via negociação com o sindicato da categoria.

Em tempos de crise econômica, que agora é agravada pela pandemia do Coronavírus, as empresas sempre dão um jeito de compensar suas perdas em cima dos trabalhadores. Desta vez não é diferente, com o requinte de que se utilizam descaradamente de uma questão sanitária grave para retirar direitos e cortar salários dos trabalhadores.

 

A ORIENTAÇÃO DO SINDPPD/RS AOS COLEGAS DA TI, NESTE MOMENTO, É DE QUE DENUNCIEM O CORTE DE SALÁRIO E/OU O NÃO PAGAMENTO DE BENEFÍCIOS QUE SEJAM FEITOS DE FORMA UNILATERAL PELAS EMPRESAS.

TAMBÉM ORIENTAMOS A NÃO ASSINAR NENHUM ACORDO INDIVIDUAL COM A EMPRESA. DENUNCIEM A PRESSÃO E QUALQUER ASSÉDIO MORAL QUE VENHAM SOFRER AO SINDPPD/RS.

Nosso contato: secretariageral@sindppd-rs.org.br  . Podem ficar tranquilos, que o sigilo das informações está resguardado.

 

 

PARA PROTEGER OS SEUS DIREITOS E SEUS RENDIMENTOS, VAMOS NOS MANTER UNIDOS E AGIR DE FORMA COLETIVA, ENQUANTO CATEGORIA DE TRABALHADOR DE TI!

O Sindppd/RS está analisando alguns pedidos de acordos enviados por empresas de TI. Se tomarmos alguma medida, será de forma coletiva, colegas, visando resguardar os nossos direitos e nossos salários neste momento de crise econômica e sanitária.

O SEPRORGS, sindicato patronal, SE NEGOU A NEGOCIAR UMA SAÍDA COLETIVA com o Sindppd/RS para atender às empresas e aos trabalhadores da TI. Deixou para que cada empresa fizesse o que bem quisesse e, ainda, disse que era para tratar com o sindicato dos trabalhadores.

Qualquer dúvida, entre em contato com o sindicato pelo e-mail secretariageral@sindppd-rs.org.br

 

À luta, colegas da TI! Vamos resistir!

Parar para não perder a vida!

 

 

Sindppd/RS
 

sindppd

Ver todos os artigos de sindppd

Similar articles

A seção de comentários no site do Sindppd/RS quer incentivar o debate entre os trabalhadores de TI e o sindicato. Também é um canal de denúncias e informações. Portanto, NÃO SERÃO publicados comentários pornográficos, ofensivos a pessoas ou entidades e nem discriminatórios (racistas, homofóbicos, de gênero ou de classe); que contenham publicidade ou palavras de baixo calão; e nem comentários que façam afirmações caluniosas ou difamatórias, sem terem provas sobre o que está sendo dito. SOMENTE serão publicados comentários com endereços de emails válidos, os quais não serão divulgados.

3 Comentários

  1. Lucas 7 abril, 2020 - 9:18 à 9:18

    Depois que a empresa recebe o oficio o que mais pode ser feito?
    Tem como entrar na justiça e pedir uma liminar? precisa ser afiliado ao sindicato para tal ato?

    • sindppd 8 abril, 2020 - 16:33 à 16:33

      Nossa orientação é de não assinar acordo individual e entrar em contato com o sindicato, para que possamos buscar negociar um acordo coletivo com a empresa sem tanta perda aos trabalhadores. Depois que o acordo individual for assinado, dificilmente será revertido, até mesmo na Justiça, porque a MP 936 do Governo Bolsonaro permite corte de salário de até 70% e suspensão do contrato de trabalho.

      A saída mais viável é não assinar e procurar o Sindppd/RS. Nossa atuação não se limita aos trabalhadores sindicalizados, é para toda a categoria. Por isso é que insistimos na conscientização dos trabalhadores em se filiarem ao sindicato, para que possamos nos sustentar financeiramente, pagar nossos assessores jurídico e de saúde e funcionários, e seguirmos na luta por todos e para todos os TRABALHADORES.

      à luta, colega. Temos que resistir!

      Att. Sindppd/RS

  2. Carol 14 abril, 2020 - 20:06 à 20:06

    E se a empresa apenas informou verbalmente que faria a redução e não enviou documento nenhum. É possível?

Faça um comentário

Seu email não será publicado. *

Visite-nos

Rua Washington Luiz, 186 - Bairro Centro - Porto Alegre - RS - CEP 90010-460

Telefones do Sindppd/RS:
Geral - (0xx51) 3213-6100
Secretaria - (0xx51) 3213-6121/ 3213-6122
Tesouraria - (0xx51) 3213-6117

E-mail: secretariageral@sindppd-rs.org.br